Aprosoja Brasil orienta produtores sobre adesão ao Refis do Funrural

Agronegócio

Aprosoja Brasil orienta produtores sobre adesão ao Refis do Funrural

Aprosoja alerta aos produtores rurais que desejam aderir ao PRR que procurem a contabilidade da sua empresa a fim de regularizarem débitos junto à Receita Federal
Por:
288 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

A Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) alerta aos produtores rurais que desejam aderir ao Programa de Regularização Tributária Rural (PRR) que procurem a contabilidade da sua empresa a fim de regularizarem débitos junto à Receita Federal. O prazo para negociação do Funrural foi prorrogado até o dia 31 de dezembro de 2018. A Medida Provisória (MP 842/2018), que também trata das dívidas de agricultores familiares, foi sancionada pelo presidente Michel Temer e consta da edição desta sexta-feira (9/11) do Diário Oficial da União.

“Não existe nenhuma nova iniciativa parlamentar para que este prazo de adesão seja novamente prorrogado. Por isso, para evitar problemas com a Receita Federal, recomendamos que os produtores que desejam fazer a adesão que o façam o quanto antes para evitar correrias de última hora”, salienta o presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Braz Pereira ao lembrar que a entidade recebeu muitas demandas de produtores procurando orientações no último dia de adesão e que alguns não conseguiram concretizar o pedido junto à Receita.

No site www.aprosojabrasil.com.br há informações para orientar o produtor sobre como aderir ao PRR.

Procedimento de adesão:

PRR-simplificado-pessoa-fisica_como-aderir

Manual completo:

Novo Manual explicativo FUNRURAL VERSÃO LEI 13729 de 2018

Conquistas

A aprovação da nova lei do Funrural (Lei 13.606/2018) ocorreu após intenso trabalho de entidades do setor produtivo junto com a Frente Parlamentar da Agropecuária. A principal conquista foi a redução de 40% na alíquota da contribuição, que passou de 2% para 1,2% na nota. Outra demanda do produtor atendida foi a possibilidade de contribuição, a partir de 1º de janeiro de 2019, pela folha de pagamento do empregado e não apenas pela comercialização da produção.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink