Aprosoja-MT e Mapa avaliam realização de leilões de Pepro

Agronegócio

Aprosoja-MT e Mapa avaliam realização de leilões de Pepro

Diretores explicaram dificuldades de comercializar a safra de milho
Por:
661 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

 

Os produtores rurais de Mato Grosso já colheram 48% da área cultivada com milho para esta safra. Os preços, no
entanto, estão abaixo do preço mínimo estabelecido pelo governo federal, de R$ 13,56, não cobrindo os custos da lavoura. Para tentar amenizar os prejuízos, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) solicitou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a realização de leilões de Pepro (Prêmio de Equalização Pago ao Produtor Rural) nesta terça (22), em Brasília.

O presidente da Aprosoja-MT, Ricardo Tomczyk, acredita que as liberações dos leilões de Pepro poderão equalizar os preços de venda, já que em Mato Grosso o preço praticado está em média 10% a 20% menor que o mínimo. “Queremos que o produtor consiga pagar seus custos, garantindo a sua rentabilidade”, afirmou Tomczyk.

O ministro da Agricultura, Neri Geller, e o secretário de Política Agrícola do Mapa, Seneri Paludo, afirmaram conhecer a situação dos produtores rurais de estado e disseram que providências já foram tomadas em relação aos leilões. Entretanto, ainda não podem garantir valores e data para a liberação destes recursos. “Vemos que há esforço por parte do Ministério para resolver o problema. A equipe está buscando viabilizar o programa”, pontuou o presidente da Aprosoja-MT.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink