Aprosoja Rondônia irá incentivar a regularização de áreas degradadas

Agronegócio

Aprosoja Rondônia irá incentivar a regularização de áreas degradadas

Entidade tem como proposta viabilizar a sustentabilidade dos produtores de soja da região atendendo às demandas do mercado globalizado
Por:
853 acessos
Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) formalizou nesta sexta-feira (27.05) a criação de mais uma entidade no estado de Rondônia – a Associação dos Produtores de Soja de Rondônia, com sede em Vilhena, na região sul do estado. O evento contou com a presença do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o deputado federal Moreira Mendes e reuniu autoridades ligadas ao setor produtivo. A entidade tem como proposta viabilizar a sustentabilidade dos produtores de soja da região atendendo às demandas do mercado globalizado, oferecendo serviços de informação, educação, apoio e representação política da classe.


A região se destaca por ser o único corredor específico que atende a demanda de soja convencional por meio dos portos de Itacoatiara (AM) e Santarém (PA). A proximidade com esses terminais logísticos coloca em vantagem os produtores da região. Atualmente o estado vive um cenário de desenvolvimento bastante favorável, graças ao potencial da agricultura da região sul. E tem recebido muitos investimentos tanto do governo federal quanto da iniciativa privada. De fato, o potencial da agricultura foi um dos principais motivos da atração desses investimentos.

De acordo com o presidente da Aprosoja Brasil, Glauber Silveira, o objetivo é fortalecer as discussões e o apoio ao produtor de soja da região. “A ideia das associações estaduais é oferecer suporte ao produtor, trabalhando em conjunto com os sindicatos rurais e federações”, destacou Silveira. Segundo ele, neste primeiro passo é preciso haver mobilização dos produtores rurais no sentido de unirem e desenvolverem políticas públicas que atendam os anseios da classe produtora.


Moreira Mendes ressaltou a parceria existente entre a FPA e Aprosoja Brasil. O deputado deixou claro que os recursos destinados a esta Comissão parlamentar tem sido gratificante para o financiamento das atividades dessa entidade no Congresso Nacional. O presidente da FPA acredita que com a chegada da Aprosoja no estado haverá incentivos para a regularização das áreas degradas, que, na sua avaliação poderá ser implementada a integração lavoura-pecuária como uma das alternativas para o fomento dessas áreas.

Para o presidente da Aprosoja de Rondônia, Diego Comiran, o produtor rural só tem a ganhar já que estarão fortalecidos daqui pra frente buscando cada vez mais a produtividade. Segundo ele, os primeiros trabalhos da entidade serão o trabalho social seguido da logística e da cobrança dos prêmios sobre a soja convencional, que de certo modo, é um dos destaques da região. “A união dos produtores sem dúvida irá refletir na melhora do estado. Portanto, temos que andar todos juntos e falarmos a mesma língua”, pontuou.


CIRCUITO APROSOJA

O evento em Vilhena marcou o encerramento das palestras técnicas oferecidas pela 6ª edição do Circuito Aprosoja. O evento este ano pela primeira vez visitou outros estados do país, se consagrando como o maior evento da sojicultura brasileira. Em Mato Grosso foram visitados 21 municípios. Durante a etapa nacional esteve em Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás e Bahia, encerrando o cronograma em Rondônia. O Circuito tem em sua característica o planejamento de safra por meio da reunião de inúmeros especialistas nacionais e estrangeiros para falar sobre o mercado da soja, além de debater outros pontos importantes para auxiliar o planejamento da próxima safra 2011/2012.

No total mais de quatro mil pessoas prestigiaram os ciclos de palestras oferecidas pela programação que teve início em Cuiabá no mês passado. O evento reúne anualmente líderes políticos, empresários, acadêmicos e autoridades governamentais de todo o país para dialogar, assumir compromissos, divulgar práticas e soluções visando o desenvolvimento sustentável da agricultura brasileira.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink