Área de feijão cai 57% em Arroio do Tigre

Agronegócio

Área de feijão cai 57% em Arroio do Tigre

Por:
2 acessos

O tempo seco e sem chuvas há praticamente dois meses reduziu a área de plantio do feijão da safrinha em Arroio do Tigre para 400 hectares, um recuo de 57%. A Emater/RS calcula que a perda oscila entre 20% e 30%. O técnico da Emater, José Francisco Tel"ken, afirma que a previsão inicial era atingir o cultivo de 700 hectares. Os produtores não conseguem fazer o plantio por falta de umidade no solo. O período indicado de implantação da safrinha no município vai de 20 de dezembro a 10 de fevereiro. Tel"ken afirmou que, com boa chuva, ainda seria possível realizar a semeadura. Mas, como o ciclo leva 90 dias, os produtores correm o risco de sofrer prejuízos com a fase considerada crítica em abril, quando normalmente ocorrem dias de frio e até geada.

O feijão nas lavouras já implantadas não está se desenvolvendo por causa da falta de umidade no solo. Grande parte dos agricultores faz o plantio na resteva de fumo. Na atual situação, a Emater recomenda que os agricultores não façam o plantio de qualquer cultura para evitar prejuízos com as sementes.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink