Argentina: Nufarm aposta no mercado de sementes

Agronegócio

Argentina: Nufarm aposta no mercado de sementes

A empresa de origem australiana está mudando seu posicionamento no negócio agropecuário argentino
Por:
632 acessos
A empresa de origem australiana Nufarm está mudando seu posicionamento no negócio agropecuário argentino. A empresa está trabalhando para lançar no mercado colza, sorgo e girassol.

A companhia historicamente focada no negócio de agroquímicos e desenvolvendo formulações diferenciadas, hoje tem uma visão diferente do futuro para seguir crescendo. “A Nufarm crê que o maior desenvolvimento da tecnologia já não será tanto por parte dos agroquímicos e sim pelas sementes, e por isto este empreendimento”, detalhou Ulrik Ekonem, gerente regional da empresa na Argentina.

Faz anos que a Nufarm está trabalhando no país com o programa de colza, mas na Austrália já é um forte jogador. Ao mesmo tempo, para este ano começará a trabalhar com ensaios e demonstrações a campo para os produtores de girassol e sorgo.

Este novo foco da Nufarm não é só para a Argentina e sim um empreendimento mundial, já que a empresa comprou na última semana as empresas Richardson e MMR, dos Estados Unidos, cujo principal negócio é o sorgo.

Quanto ao posicionamento do cultivo, Ekonen detalha: “Apostamos no girassol para a produção de óleos vegetais para consumo humano e vegetal. Em relação à colza, notamos que tem uma demanda e boas perspectivas, mas a Argentina depende muito do clima, e no que diz respeito à comercialização, existe traders importantes como a Cargill e a ACA que já estão no negócio e provavelmente quando o mercado crescer também se englobe a Molinos Rio de La Plata”.

Ao mesmo tempo, Ekonen explica o porquê da aposta nestes três cultivos: “No que diz respeito ao milho e a soja, o desenvolvimento da genética e a propriedade intelectual está completamente monopolizado pelas empresas Monsanto e Syngenta, e para ingressar tem que ser feito no mesmo nível, o que é muito difícil. Pelo contrário, o mercado de colza, girassol e sorgo, está mais dividido e tem muitos nichos a serem desenvolvidos para posicionar-se fortemente”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink