Argentina critica proposta da UE sobre comércio agrícola


Agronegócio

Argentina critica proposta da UE sobre comércio agrícola

Por:
8 acessos

O ministério argentino das Relações Exteriores manifestou suas dúvidas e críticas sobre a proposta de liberalização do comércio agrícola, aprovada recentemente pelo Conselho de Ministros da União Européia. ''A República Argentina reconhece os esforços feitos pela União Européia para alcançar um consenso entre os Estados membros, mas vê com certa preocupação o teor dessa proposta'', ressalta a chancelaria.

Segundo a diplomacia argentina, ''o mandato de Doha expressa claramente a obrigação de eliminar os subsídios à exportação, enquanto que a proposta da União Européia apenas propõe reduzir o teto consolidado em 45% sem contemplar sua remoção''.

''Em relação aos subsídios para a produção, a proposta da União Européia prevê somente a redução dos subsídios altamente distorcidos do comércio, mas deixa de fora outros subsídios desconectados da produção'', acrescenta a nota.

A chancelaria, liderada pelo ministro Carlos Ruckauf, oferece ''sua cooperação e esforços para que, entre todos os membros do sistema, se possa avançar para a plena inclusão do comércio agrícola sob regras comerciais estáveis, previsíveis, equilibradas e que garantam um genuíno acesso aos mercados''.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink