Argentina passa a ser segundo país em número de mortes por gripe suína

Agronegócio

Argentina passa a ser segundo país em número de mortes por gripe suína

De acordo com o Ministério da Saúde da Argentina, uma das áreas mais atingidas pela doença é a cidade de Buenos Aires, onde 1.008 casos foram confirmados e 11 pessoas morreram
Por:
145 acessos

O número de pessoas mortas por influenza A (H1N1) – gripe suína – na Argentina chega a 137 e deixa o país em segundo lugar no mundo, atrás dos Estados Unidos, com 211 mortes, e em terceiro, o México, com 124 mortes.

De acordo com o Ministério da Saúde da Argentina, uma das áreas mais atingidas pela doença é a cidade de Buenos Aires, onde 1.008 casos foram confirmados e 11 pessoas morreram. A maioria dos infectados (14,9%) tem idade entre 5 e 9 anos.

O governo da Argentina convocou os ministros da Saúde do Brasil, do Chile, do Uruguai, do Paraguai e da Bolívia para participar hoje (15) de uma reunião que unifique estratégias de combate contra a gripe suína.





Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink