Agronegócio

Argentinos planejam suspender venda de carne e grãos

A grande demanda externa por esses produtos tem causado impacto nos preços
Por: -Redação
6 acessos

Reuters - Dois dos principais grupos agropecuários da Argentina aprovaram nesta quarta-feira (29-11), um plano que prevê a suspensão das vendas de grãos e carne bovina nos próximos dias, para protestar contra a disposição do governo de impor novos limites às exportações de carne, disse o líder de um dos grupos.

Líderes da associação da Confederação Rural Argentina (CRA), que conta com cerca de 100 mil associados, e a Federação Agrícola Argentina (FAA) concordaram em tomar a medida, que ainda precisa ser aprovada por centenas de grupos que compõem as associações.

"A princípio, há um acordo entre a FAA e a CRA para aderir (ao protesto)", disse à Reuters o presidente da FAA, Eduardo Buzzi.

A Argentina é o terceiro maior exportador de carne, o terceiro de soja, o segundo de milho, e está entre os cinco maiores vendedores de trigo do mundo.

Entretanto, a grande demanda externa por esses produtos tem causado impacto nos preços dos alimentos, e o governo argentino busca combater fortemente a inflação.

Ainda não havia indicações claras de que uma eventual suspensão das vendas afetaria as exportações de carne e grãos do país.

Em março deste ano, as exportações de carne foram quase todas suspensas, também para combater a inflação, que atingiu 12,3 por cento em 2005.

Os preços do boi subiram nas últimas semanas, aumentando as preocupações de que novas restrições às exportações possam ser impostas ainda este ano.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink