Agronegócio

Argentinos preparam boicote

A hipótese foi confirmada pela Sociedade Rural Argentina (SRA) devido às medidas que devem ser anunciadas pelo presidente Nestor Kirchner nos próximos dias
Por: -Redação
1 acessos

Os grandes produtores de carne argentinos podem aderir ao boicote do produto proposto pelos pequenos e médios criadores. A hipótese foi confirmada pela Sociedade Rural Argentina (SRA) devido às medidas que devem ser anunciadas pelo presidente do país, Nestor Kirchner, nos próximos dias. Segundo fonte da secretaria da agricultura da Argentina, serão novos limites para as exportações de carne a fim de garantir o abastecimento do mercado interno e conter a inflação. As restrições devem afetar 30% das exportações e valerão até março de 2007. O boicote será decidido ainda nesta semana, mas, antes da deflagração do movimento, as Confederações Rurais Argentinas (CRA) aguardam reunião com o presidente.

Em Corrientes, os pecuaristas se declararam em estado de alerta. A província, vizinha do RS, é uma das maiores em negócios internacionais e tem na exportação a principal fonte de renda. Novamente, proíbem as exportações, justo quando experimentávamos uma melhora na rentabilidade, lamentou Mathó Meabe, presidente da Associação Rural de Corrientes. O líder também indicou que as associações rurais da província determinaram ações que assegurem apoio das associações nacionais e que sejam tomadas medidas de força como paralisações prolongadas dos abates.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink