Armazenagem deve atrair visitantes ao Caminhos da Integração na Expointer
CI
Agronegócio

Armazenagem deve atrair visitantes ao Caminhos da Integração na Expointer

Visitantes poderão conhecer silos tipo bolsa e de blocos de concreto intertravados em alvenaria
Por: -Marianna

No Caminhos da Integração, espaço da Emater/RS-Ascar, Fepagro e UFRGS na Expointer 2010, serão apresentados mais de 20 temas no espaço numa área de, aproximadamente, 8.000 m2. As obras de infra-estrutura e organização do espaço conjunto da extensão, pesquisa e ensino, que fica na quadra 37, no parque Assis Brasil, em Esteio, estão sendo finalizadas para que os visitantes apreciem, conversem e tirem dúvidas sobre tecnologias e inovações voltadas à agricultura familiar. A Expointer 2010 acontece de 28 de agosto a 5 de setembro.

Um dos destaques no Caminhos da Integração é a secagem e armazenagem de grãos. Neste espaço os visitantes poderão conhecer os dois sistemas de silos: o tipo bolsa e o de blocos de concreto intertravados em alvenaria.

O silo bolsa é feito a partir de um tubo plástico flexível, desenvolvido com três camadas compostas de polietileno de baixa densidade. A camada externa e a central tem um pigmento branco e absorvedor de UV e a camada interna tem um pigmento preto. Esta alternativa tem baixo custo e também pode ser utilizada para a armazenagem de grãos.

Entre as vantagens destaca-se o aumento da lucratividade na hora da comercialização, a facilidade de operações logísticas durante a colheita, o baixo custo por tonelada armazenada, a eliminação da movimentação entre o local da colheita e o silo.

Já o sistema de construção de silo utilizando blocos de concreto intertravados é estruturado com peças que vão se encaixando e, associado a isto, é colocado uma malha metálica externa, protegida com reboco de argamassa de cimento, que dão a estes silos grande resistência e segurança. Estes silos reforçam as vantagens dos de alvenaria em relação aos metálicos, pois sua construção é mais rápida. Além disso, o custo é mais acessível, se comparado com os de mesma capacidade estática de armazenamento e o acabamento interno mostra-se muito superior aos de alvenaria convencional.

Esta tecnologia está sendo demonstrada pela Emater/RS-Ascar, segundo o coordenador do espaço Caminhos da Integração, Claudinei Baldissera, porque o trabalho feito pela assistência técnica e extensão rural no Estado, com os agricultores familiares, não busca somente qualificar a produção de grãos, mas também auxiliar na conservação adequada para que eles possam ser destinados tanto ao consumo humano quanto animal.

OUTROS DESTAQUES - Algumas temáticas apresentadas como a gestão ambiental, a alimentação escolar, a tecnologia de cultivo protegido de videiras de mesa com uso da irrigação, a horta doméstica e plantas biotivas, a piscicultura e a avicultura colonial estão entre as atividades que contribuem para a diversificação da produção rural, a manutenção do homem na atividade agrícola e a preservação ambiental.

O Caminhos da Integração também vai contar com um espaço destinado para a apresentação das Frentes Programáticas e dos Eventos Interinstitucionais. Este local terá uma programação direcionada aos jovens, as mulheres, os idosos e a família rural. Com o objetivo de conscientizar e orientar o público visitante, no local haverá distribuição de materiais sobre saúde com a presença do IMAMA.

Além das temáticas desenvolvidas em conjunto pelas instituições, a UFRGS possui um espaço onde apresentará informações, métodos e tecnologias ligadas a agricultura e pecuária. Pesquisas e projetos realizados em diferentes áreas podem ser conferidos pelos visitantes, especialmente a agronomia e veterinária. A Faculdade de Odontologia participa com trabalho em saúde bucal e o Instituto de Química, com os biocombustíveis.

No espaço da Fepagro haverá o Museu 90 Anos, que exporá equipamentos e materiais que fizeram a história das pesquisas agropecuárias, o Museu de Entomologia, que apresentará insetos e animais peçonhentos, o projeto na área de piscicultura, e os Programas de Melhoramento do Feijão Preto e de Agroindústria de Butiá. Também estarão a disposição para aquisição as publicações da Fepagro.

A Emater/RS-Ascar também participa na organização, em parceria com outras entidades, do Pavilhão da Agricultura Familiar, onde 192 estandes devem abrigar mais de 250 agroindústrias, com o envolvimento de aproximadamente 1.200 famílias, que estarão expondo e comercializando produtos e artesanato.

As informações são da assessoria de imprensa da Emater/RS-Ascar.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink