Arroio do Meio realiza Momento de Troca de Sementes Crioulas
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,650 (0,50%)
| Dólar (compra) R$ 5,55 (0,74%)

Imagem: Marcel Oliveira

EVENTO

Arroio do Meio realiza Momento de Troca de Sementes Crioulas

A atividade contou com um número menor de participantes, com obrigatoriedade do uso de máscara
Por:
111 acessos

Tradicional em Arroio do Meio, o Encontro Municipal de Sementes Crioulas que normalmente ocorre entre os meses de maio e junho, foi substituído neste ano por um evento simbólico de troca e partilha de sementes, realizado na tarde de quinta-feira (03/09), no Salão Paroquial. Com a intenção de evitar aglomerações e de prevenir as contaminações por causa da pandemia de Covid-19, a atividade contou com um número menor de participantes, com obrigatoriedade do uso de máscara. Na chegada do evento, os pouco mais de trinta presentes tiveram a sua temperatura verificada e acesso a álcool em gel.

Diferentemente do que ocorreu nas outras doze edições, o evento não contou neste ano com palestras ou debates a respeito do tema, o que não impediu de que o objetivo do encontro fosse mantido: o de promover e resgatar as perspectivas de uso das sementes crioulas, contribuindo para a sua preservação. Nesse sentido, os participantes foram orientados a trazer os seus cultivos já em embalagens higienizadas para que pudessem ser compartilhados e, consequentemente, propagados, enfatizou a extensionista da Emater/RS-Ascar Márcia Fonseca.

Na ocasião, além de poder trocar sementes ancestrais de variedades como feijão, milho, batata-doce, abóbora e Plantas Alimentícias não Convencionais (Pancs), os participantes puderam conferir uma estação autoexplicativa sobre plantas condimentares, com orientações sobre como utilizar alecrim, sálvia, tomilho, hortelã e orégano, entre outras. No espaço também houve distribuição de sal temperado, explicou Márcia. Entre as autoridades, esteve presente a vice-prefeita de Arroio do Meio, Eluise Hammes, o secretário de Agricultura Eloir Lohmann e o supervisor da Emater/RS-Ascar Álvaro Mallmann.

A realização do evento foi da Secretaria Municipal de Agricultura, Departamento do Meio Ambiente, Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Associação Ecobé, Comissão Pastoral da Terra, Grupo dos Agricultores Ecologistas da Forqueta e Igreja Evangélica de Confissão Luterana (IECLB), além da Emater/RS-Ascar, que atua de forma vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), do Governo do Estado. O apoio é da Articulação em Agroecologia do Vale do Taquari (AAVT).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink