Arroz: cotação recua, mas valores devem permanecer na casa dos R$ 100
CI
Imagem: Marcel Oliveira
Arroz

Arroz: cotação recua, mas valores devem permanecer na casa dos R$ 100 

Preço da saca de 50 kg ficou em R$ 96
Por:

Depois de três meses, o preço da saca de arroz em casca ficou abaixo dos R$ 100 pela primeira vez, segundo a série histórica do Cepea/Esalq/USP. A cotação da saca de 50 kg ficou em R$ 96,51, na última sexta-feira (11.12). Embora o valor tenha recuado, o preço deve permanecer estável, conforme projeção da Federação das Associações dos Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz). O recuo se deu devido à pressão compradora, visto que parte das indústrias vêm demonstrando pouco interesse em novas aquisições neste período do ano.

Para o presidente da Federarroz, Alexandre Velho, o mesmo patamar de valor deve se manter na próxima safra. "Nesta época do ano, as vendas por parte do varejo diminuem um pouco. Mas eu não vejo motivos para quedas acentuadas do preço. Além disso, o volume existente de arroz no mercado é pequeno. Estamos em compasso de espera da próxima safra de Santa Catarina e do Paraguai. A partir de fevereiro, a safra gaúcha entrará com força. Penso que iremos trabalhar na safra com valores parecidos aos que temos no mercado hoje", afirmou ao Portal Agrolink.

De acordo com dados do Instituto Rio-grandense do Arroz (Irga), o plantio de arroz no RS para o ciclo 2020/2021 já chegou a 95%, dos 969 mil hectares reservados para o cultivo do grão. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink