Arroz: Mercado estabiliza no Sul, trava no Mato Grosso e Conab confirma safra maior

Agronegócio

Arroz: Mercado estabiliza no Sul, trava no Mato Grosso e Conab confirma safra maior

Em dólar, o valor apreciou 10 cents face à oscilação cambial
Por:
769 acessos

Em dólar, o valor apreciou 10 cents face à oscilação cambial

Os preços do arroz em casca no Rio Grande do Sul nesta primeira semana de outubro se mantiveram abaixo dos R$ 50,00, mas com relativa estabilidade. O indicador de preços do arroz em casca Cepea/Senar­RS registrou média de R$ 49,57 nesta quinta­feira (6/10), valor equivalente a US$ 15,37 por saca de 50 quilos do cereal (58x10), à vista. No mês o indicador acumula desvalorização de 0,18%, ou nove centavos frente à última cotação de setembro.

Em dólar, o valor apreciou 10 cents face à oscilação cambial. Este comportamento dos preços internos reflete uma conjuntura de muita expectativa, mas pouca movimentação. Apesar de a indústria esperar um aumento da oferta por parte dos produtores em função do vencimento de duas parcelas de custeio em outubro, mais a necessidade de capital para as operações finais de ajustes de maquinário, preparo de solo e plantio, as vendas seguem restritas, num ritmo normal dos últimos meses. Assim sendo, a indústria se mantém priorizando a compra de cereal depositado ou com valores de oportunidade.

Nem mesmo a expectativa de que as importações firmes e a pressão “psicológica” pelo anúncio de uma safra cheia na temporada que se inicia – e a demanda por crédito – estão movimentando o mercado arrozeiro gaúcho, único que ainda dispõe de volume para isso no Brasil.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink