Arroz/CEPEA: Indicador nominal registra maior patamar desde 2005
CI
Agronegócio

Arroz/CEPEA: Indicador nominal registra maior patamar desde 2005

Por:

Na terça-feira, 2, o Indicador do Arroz em Casca Esalq/Bolsa Brasileira de Mercadorias-BM&FBovespa (Rio Grande do Sul, 58 grãos inteiros) fechou a R$ 39,39/sc de 50 kg, o maior patamar, em termos nominais, se considerada toda a série histórica do Cepea, iniciada em julho de 2005. Nos dias seguintes, no entanto, o Indicador registrou ligeiras quedas, mas, no geral, ainda vem se mantendo em patamares firmes. No acumulado de outubro, o Indicador registrou ligeira queda de 0,4%, fechando a R$ 39,20/sc de 50 kg na sexta-feira, 5. A comercialização de arroz em casca esteve desaquecida no Rio Grande do Sul nos últimos dias. Beneficiadoras demonstraram baixo interesse de compra, sendo que parte das empresas ofertou preços para compra apenas de arroz em casca depositado nos próprios armazéns. De acordo com agentes consultados pelo Cepea, as aquisições de arroz em casca realizadas nas últimas semanas (no mercado e nos leilões), a lenta venda de arroz beneficiado nos últimos dias e a baixa venda percentual do último leilão de arroz do governo federal (2 de outubro) são alguns dos fatores que influenciaram a retração por parte das empresas. Do lado produtor, muitos também estiveram retraídos, vendendo apenas poucos lotes.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink