Arrozeiro espera por ajuda federal

Agronegócio

Arrozeiro espera por ajuda federal

Mobilização dos arrozeiros deve reunir 5 mil produtores do RS e de SC
Por:
2726 acessos
Às vésperas da mobilização dos arrozeiros em Uruguaiana - que deve reunir nesta terça-feira 5 mil produtores do RS e de SC -, novas medidas de apoio à comercialização do grão foram pleiteadas em Brasília. Segundo o secretário de Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, o governo federal prometeu para essa semana a publicação de portarias para novos leilões de PEP (1 milhão de toneladas) e contratos de opções público e privado (500 mil t cada). Entretanto, o Ministério da Fazenda não confirma, limitando-se a informar que a reunião com o secretário-adjunto de Política Econômica, Gilson Bittencourt, serviu apenas para discutir políticas para o grão. Apesar de não precisar datas, o secretário de Política Agrícola do Mapa, Edilson Guimarães, disse que as portarias aguardam parecer jurídico e que devem sair em breve.

Na Conab, Mainardi e o presidente do Irga, Claudio Pereira, acertaram a realização de força-tarefa para agilizar o credenciamento de armazéns e, assim, viabilizar o AGF. Autorizado em fevereiro, o mecanismo só escoou 138 mil das 360 mil toneladas.

As promessas não agradam. "O cerne é a competitividade. Não adianta anunciar mecanismos. Sem medidas que impactem na renda, não vai adiantar", avaliou o presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Henrique Dornelles. "Cansamos de discurso, precisamos de ações", disse o presidente do Sindicato de Tapes, Juarez Petry.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink