Arrozeiros do RS propõem ao Mercosul política de cotas para mercado
CI
Agronegócio

Arrozeiros do RS propõem ao Mercosul política de cotas para mercado

A proposta foi anunciada na terça-feira (16.04)
Por:
O governo do Rio Grande do Sul, em parceria com as entidades representativas dos produtores de arroz do Estado, pretende discutir com os países do Mercosul uma política de cotas para o comércio do grão no bloco. 

A proposta, anunciada na terça-feira (16), será encaminhada para os ministros da agricultura da Argentina, Uruguai e Paraguai. O objetivo é buscar soluções para a atividade orizícola e recebeu o apoio do secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi; do presidente do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Claudio Pereira e do presidente da Federarroz, Renato Rocha; além de diretores da entidade.

A Secretaria de Agricultura do RS, em conjunto com o Irga, Federarroz, Fetag e Farsul quer, a partir dos encontros, definir volumes e épocas para ingresso do arroz produzido nos demais países no mercado brasileiro. 

Uma vez estabelecido o acordo, que será proposto pelos representantes da lavoura rio-grandense, será possível estabelecer o ordenamento da comercialização da segunda maior lavoura do Estado, sem competição predatória. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.