Arrozeiros gaúchos podem migrar para soja

Agronegócio

Arrozeiros gaúchos podem migrar para soja

A estiagem que se prolonga há mais de seis meses na Campanha preocupa orizicultores que estão na fase de preparo para a semeadura
Por:
407 acessos

A estiagem que se prolonga há mais de seis meses na Campanha preocupa orizicultores que estão na fase de preparo para a semeadura. Eles já avaliam migrar para a cultura da soja, cujo plantio começa no final de setembro. As chuvas registradas não foram suficientes para alterar o quadro de seca na região, que tem no arroz a cultura mais prejudicada. Segundo o ex-presidente da Associação dos Arrozeiros de Bagé, Ricardo Zago, antes das chuvas, a água preenchia de 8% a 10% da capacidade dos reservatórios. Agora, o nível está em 18%, e os preparativos estão praticamente concluídos para que comece a semeadura. A projeção de Zago é que sejam plantados 27 mil hectares de arroz na região. Porém, caso não chova significativamente entre agosto e setembro, a área deve ser menor.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink