Arrozeiros pedem novo leilão


Agronegócio

Arrozeiros pedem novo leilão

Foram negociados 91,14% da oferta de recompra de 3.704 contratos do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina
Por:
241 acessos
A forte demanda no leilão de recompra de contrato de opção de arroz, realizado ontem pela Conab, levou o setor a solicitar ao Ministério da Agricultura novo pregão para o dia 11. Segundo o presidente da Câmara Setorial Nacional do Arroz, Francisco Schardong, a procura gerou deságio no bônus, de R$ 2.111,40 para até R$ 397,00 por contrato no Estado. Também influenciou o fato do governo ter atrasado o pagamento de R$ 24 milhões referentes a contratos de opção pública para produtores gaúchos, correspondente a 800 mil sacas.


Foram negociados 91,14% da oferta de recompra de 3.704 contratos do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, equivalentes a 100 mil toneladas. "Muitos ficaram de fora, pois a procura foi maior do que a esperada." Conforme Schardong, há pelo menos 150 mil t de opção não exercidas só no Estado. Em sua avaliação, os atuais preços, superiores a R$ 26,00, levaram muitos a desistir de entregar o produto. "Temos que diminuir os estoques públicos para abrir brechas para a nova safra, já que a armazenagem é o nosso principal problema."


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink