Ásia impulsiona exportação de fumo
CI
Agronegócio

Ásia impulsiona exportação de fumo

Por:

A exportação brasileira de tabaco superou as expectativas em 2011 e cresceu 5,86% em valores em dólares e 7,35% considerando o volume em comparação com o ano anterior. Segundo dados oficiais da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Secex/MDIC), no ano passado, houve o embarque de 541 mil toneladas, totalizando 2,89 bilhões de dólares. Em 2010, houve queda nas vendas externas e o volume embarcado foi de 503 mil toneladas e 2,73 bilhões de dólares. Pesquisa da PriceWaterhouseCoopers, encomendada pelo Sinditabaco e divulgada em março de 2011, mostrou que expectativa era de uma variação estável (de -2% a 2%) no volume e uma redução ou desaceleração leve (de -2,1% a -6%) em dólar. "O cenário, entretanto, foi de aumento, impulsionado principalmente pelos mercados asiáticos. Países como China, Indonésia, Filipinas e Coreia do Sul importaram cerca de 130 milhões de dólares a mais que em 2010", avalia o presidente do Sinditabaco, Iro Schünke. Atualmente, 85% do tabaco produzido no Brasil é exportado. A União Europeia continua sendo o principal destino do produto brasileiro (40%), seguida pelo Extremo Oriente (28%), e da América do Norte e Leste Europeu, ambos com 10%. O Brasil lidera o ranking mundial de exportação desde 1993.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.