Associação de agricultores de Juazeiro/BA comemora exportação

Agronegócio

Associação de agricultores de Juazeiro/BA comemora exportação

Pela primeira vez, produtores conseguem vender sem a intermediação de atravessadores
Por: -Juliana Souza
2225 acessos

Parte do Porto de Salvador, nesta terça-feira (09-11), com destino à Holanda, o primeiro conteiner carregado de mangas orgânicas produzidas pela Associação de Produtores Orgânicos da Adutora de Carnaíba (Aproac) e exportadas sem a intermediação de empresa brasileira compradora.

A associação, com sede em Juazeiro (BA), foi criada há cinco anos e reúne 15 produtores localizados, além de Juazeiro, também em Petrolina, Lagoa Grande e Orocó (Pernambuco) e Casa Nova (Bahia). Eles cultivam banana, coco, limão, macaxeira, hortaliças e a maior produção é de manga. Tudo sem o uso de produtos químicos.

Em outras oportunidades, a Aproac já teve seus produtos na Europa, mas a venda não era direta. Uma empresa brasileira comprava e os revendia para o exterior. Esta semana, a comemoração pela venda é diferente. “Sem atravessador podemos garantir um lucro melhor para os produtores”, ressalta a presidente da associação, Balbina Carneiro.

Comércio justo

Para a venda, a Aproac contou com a contribuição da Ética Brasil, uma empresa especializada em promover o comércio justo, intermediando negócios para os mercados interno e externo. “Identificamos fornecedores, compradores e acompanhamos a negociação desde a produção até a logística de exportação”, detalha o agente de negócios internacionais Gabriel Belmont, esclarecendo que a empresa, que também atua nos setores de artesanato e confecções, não compra e revende nenhuma mercadoria. Ela é recompensada através de um percentual sobre o valor total da venda.

Dois representantes da Bio Tropic GmbH, empresa multinacional importadora das mangas da Aproac, passaram há dias pela região. Marnix Wolters e Volket Schmidt vieram conferir o cumprimento das exigências para a compra. Os importadores testaram certificações orgânicas, acompanharam a colheita, o transporte e o trabalho de acondicionamento na packing house. Além disso, puderam constatar a qualidade da fruta e a ajuda social feita na reta final do processo, quando foram empregados filhos de trabalhadores rurais, remunerados através de pagamento de diárias, para a embalagem das mangas.

“Vamos distribuir essas frutas para supermercados e lojas especializadas em produtos orgânicos. Precisamos garantir que o produto que o nosso cliente vai ter é o de melhor qualidade”, explica Schmidt. Os clientes da Bio Tropic estão na Holanda, Alemanha, Inglaterra, Bélgica e França. Para Wolters, “o fato de ser a primeira exportação da associação exige um acompanhamento especial, para que saia tudo bem”.

Capacitação

O Sebrae conhece o trabalho da associação juazeirense desde que foi criada e, ao longo desse período, vem desenvolvendo ações que começam a dar resultados. “Os produtores já receberam capacitações para certificar os cultivos, ajudamos com ações junto ao mercado, viabilizando encontros de negócios, participações em feiras, missões técnicas, tudo para ampliar as possibilidades desses agricultores familiares”, lembra o analista do Sebrae Rinaldo Moraes.

A Aproac vai mandar três contêineres de mangas para a Europa nos próximos dias, totalizando quase 70 toneladas da fruta. Parte delas foi colhida na área de onze hectares da produtora Letícia Paim, no município de Casa Nova. “Estou muito feliz com a experiência. Vamos aprender muito com esta primeira venda direta e esperamos que seja a primeira de muitas”, diz Letícia, entusiasmada.

Para a consultora do Sebrae Diana Passos, a Aproac dá um exemplo de aproveitamento de um nicho mercado. “Eles vinham tendo prejuízos porque concorriam com o mercado convencional, vendiam produtos diferenciados a preço comum e ao mercado comum.” E a diferenciação vai seguir depois da exportação, quando os produtores vão fornecer o excedente da produção para uma empresa que produz frutas desidratadas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink