Associados da Aiba doam milho, feijão e milheto para vítimas da seca
CI
Agronegócio

Associados da Aiba doam milho, feijão e milheto para vítimas da seca

Ao todo, 216 toneladas de gêneros para alimentação humana e/ou animal serão entregues
Por:
A segunda remessa de doações dos produtores da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) para os agricultores prejudicados pela maior seca da história recente do estado começa a deixar o município de Barreiras a partir desta sexta-feira (5-10). Ao todo, 216 toneladas de gêneros para alimentação humana e/ou animal, como milho, feijão e milheto, serão entregues a associações de pequenos produtores rurais de cinco municípios baianos. As doações fazem parte da Campanha S.O.S Seca, do Governo do Estado, para a qual os produtores do cerrado baiano já destinaram mais de 300 toneladas de milho. Ao todo, a Aiba já arrecadou 732 toneladas de grãos e a meta é chegar a mil.


De acordo com o secretário da Agricultura, Eduardo Salles, os agricultores do semiárido ainda vão amargar os prejuízos da seca por muito tempo, mesmo a partir da volta das chuvas. “Um dos maiores efeitos da estiagem é a dizimação dos plantéis, decorrente do abate das matrizes. Este é o último recurso do pequeno produtor, que, na iminência de perder os rebanhos pela falta de água, prefere acabar com eles. As consequências são muito graves, tanto para as famílias, quanto para a economia do estado”, diz Salles.

A campanha mobilizou muitos produtores. Na primeira remessa, despachada em agosto, foram 50 doadores, e, na segunda, outros 30. “Quando a proposta é séria e relevante, ela tem de ser abraçada. Eu acredito que uma boa ação como esta traz retornos que não podem ser medidos em cifras, mas, são muito mais remuneradores para o espírito e a consciência de cada um”, explicou o presidente da Aiba, Walter Horita.


As associações indicadas pelo Comitê da Seca, do Governo do Estado, para receber os donativos são a Associação de São Miguel (Casa Nova), Associação Comunitária de Salgado e Cortiço (Capela do Alto Alegre), Associação de Produtores de Água Branca (Miguel Calmon), Cooperativa Mista dos Produtores de Leite de Quicé (Senhor do Bonfim), Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos do Sertão do São Francisco (Juazeiro), Associação dos Produtores de Leite de Maracás (Maracás), Sociedade Comunitária de Cruzlândia (Iramaia), Associação de Pequenos Produtores Rurais de Olhos D`Água do Cruzeiro (Iramaia).

Doaram, nesta segunda etapa, os seguintes produtores e empresas agrícolas: Adilson Heidi Sujuki, Agrifirma, Agrovale, Aldemiro Andrighetti, Antônio Grespan, Arnaldo Pradella, Carlos Hideo Takahashi, Divonsir Antônio Feltrin, Edson Fernando Zago, Eiji Sugahara, Eliceu Felipe Kuhn, Eloi Pilatti, Franklin, Akira Higaki, Grupo Castilhos, Haroldo Hidyuki Uemura, Heinz Kudiess, Hélio, Kiyoshi Kobayashi, Horácio Shuji Hasegawa, Jorge Tadashi Koyama, Kioshi Hoshino, Mário Hideyaki Kuroda, Oscar Massanobu Takahashi, Paulino Koitiro Ozaki, Sementes Paso Ita, Shigueru Hoshino, SLC Agrícola, Tatsuo Konishi, Valdenir Antônio Formagio, Wilson Breno Elger.
?
Detect language » Portuguese

?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink