Atenção redobrada na reta fina da lavoura de soja, destaca Cotrijal

Soja

Atenção redobrada na reta fina da lavoura de soja, destaca Cotrijal

Expectativa é de colher 70 sacas/hectare
Por:
27 acessos

Com folhas sadias e flores e vagens em pleno desenvolvimento, a lavoura de soja da família Sartori, em Colorado, enche os olhos, para alegria de Juvito e do filho Rodolfo. A boa sanidade da cultura deve-se ao adequado controle fitossanitário que vem sendo adotado desde o início da safra. “Queremos pelo menos chegar nas 70 sacas/hectare”, conta Rodolfo.

Eles plantaram 125 hectares de soja nesta safra, em áreas localizadas no primeiro distrito de Colorado e em Vista Alegre, e estão atentos a todos os detalhes para poder alcançar o melhor resultado. “Temos que ficar de olho e fazer as aplicações na hora e nas condições corretas, porque com as chuvas em dia, a ferrugem facilmente pode atacar a soja”, avalia o produtor, que segue à risca a orientação do Departamento Técnico, por isso está tranquilo.

Desde o início da safra, a chuva não tem faltado na maioria dos municípios da região de atuação da Cotrijal. Mas, como é comum no período de verão, foi bastante esparsa. Houve inclusive pequena redução em pontos isolados no início de janeiro.

Em Não-Me-Toque, por exemplo, na sede da cooperativa, durante o mês de janeiro, foram registrados 397 milímetros, com dois picos de grande volume: 102 milímetros no dia 21 e 140 milímetros no dia 27. Já em Água Santa, choveu 210 milímetros e em Esmeralda, no outro extremo da região de atuação da cooperativa, durante todo o mês foram registrados 157 milímetros.

O engenheiro agrônomo Leonardo Pesente, que atende a propriedade da família Sartori, ressalta que a atenção deve ser redobrada até o final da safra, porque a tendência é aumentar a pressão de ferrugem asiática. “Embora não tenhamos a doença visível na lavoura, o fungo está instalado em muitas áreas na região, só esperando condições ideais de clima, que na realidade já tivemos em vários momentos, e algum descuido do produtor quanto ao intervalo entre aplicações”, alerta.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink