Ativistas russos protestam em favor dos transgênicos

GENÉTICA

Ativistas russos protestam em favor dos transgênicos

" Os defensores da luta contra os OGMs recebem muita atenção da mídia"
Por: -Leonardo Gottems
201 acessos

Três ativistas russos estão protestando nos degraus da entrada da Câmara Baixa do Parlamento Russo, depois que o governo da Rússia aprovou uma legislação proibindo o plantio e a criação comercial de plantas e animais transgênicos. As informações foram publicadas recentemente no portal especializado em biotecnologia Chilebio.cl. 

Para desenvolver o seu protesto, os ativistas colocaram uma geladeira na rua para chamar a atenção para os problemas enfrentados pelos agricultores russos para competir com alimentos transgênicos do exterior. De acordo com Alexander Panchin, biólogo computacional no Instituto Oficial de Problemas de Transmissão de Informações da Rússia, aqueles que são contra os transgênicos estão recebendo mais atenção da mídia do que os que são a favor. 

"Tem havido muitos filmes pseudodocumentários na televisão russa que dão a ideia de que os OGM são ruins, que a doença causa ou algo assim. Os defensores da luta contra os OGMs (Organismos Geneticamente Modificados) recebem muita atenção da mídia na Rússia ... Talvez parte da ideia seja que os transgênicos vêm do Ocidente e são nossos inimigos”, comenta.

Segundo Pavel Volchkov, chefe do Laboratório de Engenharia Genômica do Instituto de Física e Tecnologia, em Moscou, o cruzamento de plantas e animais é tão antigo quanto a humanidade, e as colheitas mais modernas são o resultado de milhares de anos de melhoria. Mas a ciência da modificação genética é algo bastante novo, porque altera o DNA, às vezes introduzindo material genético de uma espécie completamente diferente. 

"Pesquisas mostram que cerca de 75% dos russos são suspeitos de OGM, por isso é fácil para os políticos a dar esse passo. Mas muitas pessoas não são ativamente contra os OGM, é só que a maioria deles não sabe nada sobre isso, tem havido muita atenção negativa da mídia, o que influencia o humor do público”, conclui.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink