Atos terroristas de 11 de setembro fez com que americanos dificultem exportações de alimentos


Agronegócio

Atos terroristas de 11 de setembro fez com que americanos dificultem exportações de alimentos

Por:
14 acessos
Desde os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, o governo americano vem tomando medidas de segurança que deverão encarecer e dificultar as exportações de alimentos aos Estados Unidos. As principais decisões entrarão em vigor este ano, sem que muitos exportadores brasileiros tenham se dado conta da sua existência. Em junho do ano passado, o Congresso americano aprovou a Bioterrorism Act (Lei do Bioterrorismo) para controlar a entrada nos EUA de agentes biológicos e toxinas considerados perigosos à segurança do país. A lei contém regras rigorosas para o comércio e importação de alimentos, água potável e medicamentos.


Uma das regras criadas por essa lei, e que entrará em vigor a partir de 12 de dezembro deste ano, obriga que todo exportador de alimento para os EUA se registre junto ao Departamento de Saúde, por meio da Food And Drug Administration (FDA). Além disso, toda empresa exportadora terá que ser representada no mercado americano por um agente, exigência que deverá custar caro principalmente para as pequenas e médias empresas brasileiras que exportam para o mercado americano.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink