Aumenta a criação de cabras e ovelhas


Agronegócio

Aumenta a criação de cabras e ovelhas

Por:
14 acessos

O Maranhão quer expandir a criação de animais de pequeno porte. Uma das estratégias adotadas pelo governo estadual, por meio da Gerência de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Geagro), é a doação de animais à famílias de pequenos agricultores das regiões com tradição na criação de caprinos e ovinos. Só este ano a gerência deve adquirir 1.134 caprinos da raça anglonubiana, entre matrizes e reprodutores, para entregar a 27 comunidades espalhadas pelo interior do estado. De acordo com levantamento da Geagro realizado em 2002, o Maranhão tem um rebanho de 158,5 mil ovinos e 340,7 mil caprinos.

A iniciativa faz parte do Projeto Cabra Legal, implantado em setembro do ano passado. O projeto visa estimular a criação de caprinos e ovinos com o objetivo de produzir leite e carne. A meta é beneficiar 400 famílias em 32 comunidades. O Cabra Legal já funciona em oito pólos de caprinoovinocultura nos municípios de São José de Ribamar, Vargem Grande, Pinheiro, Barreirinhas, Barra do Corda, Genipapo dos Vieiras, Caxias e Lagoa do Mato.

Baixa renda

As comunidades são selecionadas pelas gerências regionais de governo, obedecendo a alguns critérios como pertencer a regiões produtoras de caprinos e ovinos e ser de baixa renda. Cada comunidade receberá 40 matrizes e dois reprodutores, além da ração, sal mineral e medicamentos como auxílio para a criação. O custo do projeto é considerado baixo, em torno de R$ 8 mil por comunidade, segundo o subgerente de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wellington Fonseca.

Além dos animais, os produtores vão receber ainda capacitação e treinamento adequado de assistência técnica para promover o melhoramento genético do rebanho nativo. De outro lado, cabe aos produtores assumirem o compromisso de num prazo de dois anos devolverem a mesma quantidade de animais ao governo para serem doadas a outras comunidades.

Assistência técnica

Dois anos é o prazo suficiente para que os produtores consigam triplicar o rebanho. De 42 animais é possível obter em dois anos um rebanho de 126 animais, podendo os criadores devolver os 42 que lhe foram entregues e ainda ficarem com 84 caprinos.

Por falta de assistência técnica, alguns experiências anteriores este sistema chegou a fracassar, o que não é o caso do Projeto Cabra Legal, conforme prevê Wellington Fonseca. "Se não tiver assistência técnica, as famílias acabam matando o animal", diz o subgerente.

Para dar mais força ao projeto, a gerência assinou um protocolo de intenções com a Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem). A parceria visa proporcionar ao pequeno agricultor familiar novas alternativas produtivas para a geração de emprego e renda, garantindo-lhe assim melhoria de qualidade de vida e repasse de tecnologias para a criação da espécie.

A Ascem vai fornecer o cadastro dos criadores de caprinos e fazer a articulação entre os produtores. Terá ainda importante função no sentido de incentivar a criação de animais de pequeno porte no estado.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink