Agronegócio

Aumenta a destinação correta de embalagens vazias no MS

O Estado destinou, entre janeiro e novembro de 2006, um total de 998 toneladas de embalagens vazias
Por: -Edson Sibila
1 acessos

Mato Grosso do Sul destinou, entre os meses de janeiro e novembro de 2006, um total de 998 toneladas de embalagens vazias de produtos fitossanitários. O número é 14,3% a mais que no mesmo período de 2005, no qual os agricultores do Estado devolveram 873 toneladas de recipientes vazios.

No estado, o Sistema de Destinação Final de Embalagens tem apresentando bons resultados graças ao empenho conjunto de agricultores, canais de distribuição e cooperativas, indústria produtora (representada pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias - inpEV) e poder público, representado no Estado pelo Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária, Animal e Vegetal), Seprotur (Secretaria de Estado da Produção e do Turismo), Sema (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e Instituto Meio Ambiente Pantanal (Imap).

Conforme a Agencia Popular de Noticias, a estrutura de recebimento das embalagens é abrangente em Mato Grosso do Sul, que possui atualmente oito centrais localizadas nos municípios de Campo Grande, Chapadão do Sul, Dourados, Maracaju, Naviraí, Ponta Porã, Rio Brilhante e São Gabriel do Oeste, além dos postos de recebimento de Três Lagoas e de Sidrolândia, esse último inaugurado no início de outubro.

Além de Mato Grosso do Sul, outros estados alcançaram bons índices, como Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink