Aumenta a disponibilidade interna de carne bovina

Agronegócio

Aumenta a disponibilidade interna de carne bovina

Segundo dados do IBGE, o Brasil abateu 803 mil cabeças bovinas a menos nos primeiros três meses de 2009, em comparação ao mesmo período de 2008
Por:
313 acessos

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil abateu 803 mil cabeças bovinas a menos nos primeiros três meses de 2009, em comparação ao mesmo período de 2008.

Isso significa que o País deixou de produzir quase 177 mil toneladas equivalente carcaça de carne bovina, considerando uma carcaça média de 220 quilos.

Seria de se esperar, portanto, que a disponibilidade de carne bovina para o consumidor brasileiro diminuísse, já que importamos muito pouco.

No entanto, cerca de 25% do que o Brasil produz é exportado. E o mercado externo não vinha se mostrando comprador.

No período analisado (três primeiros meses do ano), as exportações de carne bovina do Brasil recuaram 16%, em volume. Ou seja, a produção caiu menos do que a exportação. Portanto, sobrou mais carne no mercado interno.

Estaria aí uma das razões do preço da carne bovina no atacado ter “patinado” entre janeiro e março de 2009, apesar da retração da produção. A oferta doméstica se manteve em patamares relativamente confortáveis, graças à retração das vendas externas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink