Aumenta demanda por produtos agropecuários na região Centro-Sul do Ceará
CI
Agronegócio

Aumenta demanda por produtos agropecuários na região Centro-Sul do Ceará

Por:
De olho no mercado regional, agrônomos e produtores rurais investem na abertura de novas lojas do setor

Iguatu. As cidades do Interior têm como base econômica o setor agropecuário. No período de estiagem, a demanda por ração para alimentar o rebanho é crescente. Outros itens também têm procura constante: medicamentos, equipamentos e utensílios usados no campo. Nos últimos anos, cresceu na região Centro-Sul do Ceará o número de lojas especializadas em vender produtos agropecuários.


De olho no mercado regional, agrônomos e produtores rurais investem na abertura de lojas de venda de produtos agropecuários. Ração, medicamentos e sal mineral são os itens mais comercializados. Somente na cidade de Iguatu, há dez lojas especializadas. Na região, esse número triplica.

Um dos pioneiros no setor é o agrônomo Eugélio Lopes, que tem duas lojas, nesta cidade. A primeira foi implantada há mais de 20 anos. "A Agrifértil foi instalada para atender uma necessidade dos produtores rurais", disse Lopes. "O mercado local era restrito, mas hoje a concorrência cresceu bastante".

De acordo com os empresários, a seca que atinge o sertão do Ceará desde 2012 provocou uma queda na venda de alguns itens, pois há prejuízo e paralisação de algumas atividades no campo. Por outro lado, aumentou a demanda por ração, para alimentar o gado. "Se não fosse a falta de condições financeiras da maioria dos criadores, o comércio de ração estaria ainda mais aquecido", disse o gerente da loja Agrifértil, Francisco Freitas. "Está faltando produtos, como milho, soja e torta (resíduo) de algodão".


A criação de aves e de pequenos animais (cães e gatos) impulsiona a venda nessas casas especializadas. "O segmento pet cresceu bastante e temos que oferecer produtos de qualidade e diversificado para atender o gosto da clientela", disse a empresária, Marcleide Rodrigues.

Há 4 anos, ela e o marido, Jair de Souza, investiram no setor e abriram uma loja ampla, que oferece, além da alimentação para animais de pequeno e grande portes, produtos diversificados para as fazendas de criação.

Corda, baldes, arame, telas, couro, mangueiras, medicamentos, agrotóxicos e ferramentas integram o estoque da empresa Campo Fértil. A empreendedora Marcleide Rodrigues lembra que, no início dos negócios, havia venda elevada de adubo químico para o cultivo de arroz nas várzeas do Rio Jaguaribe e de açudes. "A produção de arroz caiu porque o custo é elevado e, com isso, as vendas de adubo também foram reduzidas", explicou. "Tivemos que investir em outros itens procurando novos nichos de mercado".

O casal, Bernardo Lavor, produtor rural, e Sônia Alcântara, funcionária pública, decidiu em setembro passado abrir a loja Casa da Ração apostando no crescimento do setor. "Começamos em um período difícil para o comércio por causa da seca, mas a ideia deu certo e tivemos que expandir a oferta de produtos", contou. "Estamos deixando de vender milho, soja e resíduo porque esses produtos estão em falta", afirmou.


A saca de 50 quilos de soja chegou a ser vendida por R$ 75,00, mas agora reduziu para R$ 55,00. A saca de 60 quilos de milho custa no mercado, R$ 55,00 e a saca de 50kg de torta de algodão (resíduo) é vendida por R$ 65,00. Farelo de arroz e massa de milho ao custo de R$ 1,00 o quilo também tem demanda elevada para alimentar o rebanho bovino, ovino, caprino e suíno. Na cidade de Icó, a loja Super Vale Rações, é a maior do ramo nas regiões Centro-Sul e Vale do Salgado.

Instalada em 2008, o estabelecimento ampliou o leque de oferta de produtos e de serviços para a clientela local. Há rações para pássaros, animais de pequeno e grande porte, implementos agrícolas, produtos veterinários, de pesca, sementes, artigos variados para o campo, celas, arreios, cordas, baldes e um setor de atendimento de pet shop. A loja é uma iniciativa do casal Víctor Hugo Alencar e Rosa Pinheiro. "Vimos que havia necessidade de uma loja que comercializasse ração e produtos para o campo", observou a empresária Rosa Pinheiro, que comanda os negócios da empresa. "Aqui em Icó, as opções eram restritas e não atendiam à demanda". A ideia deu certo e a empresa vem obtendo crescimento a cada ano.

Fabricação

Ao mesmo tempo em que abriu a loja, o casal investiu em uma fábrica de rações para pássaros e empacotamento de rações para gatos e cachorros. "Inicialmente, passamos a vender os nossos produtos para mercadinhos e mercantis, mostrando para os lojistas que havia demanda nesse segmento", observou Rosa Pinheiro. "Foi mais um passo acertado e depois passamos a vender para as casas especializadas em rações", completou.


Quatro anos depois, a loja e a fábrica de rações têm clientes espalhados em toda a região. Supermercados, mercadinhos e mercearias comercializam os produtos das marcas Super Vale e Rações Icó. "Esses dois empreendimentos deram certo porque tivemos credibilidade e qualidade nos nossos produtos", frisou a empresária Rosa Pinheiro, formada em Administração.

Primeira
20 anos é o tempo de atuação da pioneira do setor na região, a Agrifértil . No início, era a única em Iguatu. Hoje, a concorrência cresceu com novas lojas.

Mais informações
Agrifértil, (88) 3581. 7874
Campo Fértil, (88) 3581. 7396
Casa da Ração, (88) 3581. 4204
Super Vale Rações, Fone: (88) 3561. 1129

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.