Aumenta em 3% o recolhimento de embalagens de defensivos em MS

Agronegócio

Aumenta em 3% o recolhimento de embalagens de defensivos em MS

MS ocupa a sétima posição no ranking do Inpev
Por:
846 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.
Mato Grosso do Sul contabiliza no acumulado de janeiro a setembro de 2014 um aumento de 3% na quantidade de embalagens de defensivos agrícolas recolhidas frente ao mesmo período de 2013, passando de 2.140 toneladas para 2.204 toneladas, conforme dados divulgados na quarta-feira (15), pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev).

O Inpev representa as empresas fabricantes dos agrotóxicos no Sistema Campo Limpo, que reúne todos os elos da cadeia que produz, utiliza, comercializa e fiscaliza o uso destes produtos, como os agricultores, canais de distribuição e o poder público, em um esforço para fazer o recolhimento dos recipientes vazios dos produtos.

Com a quantidade de embalagens recolhidas no acumulado deste ano, Mato Grosso do Sul ocupa a sétima posição no ranking do Inpev, ficando atrás somente de Mato Grosso (8.225 toneladas), do Paraná (4.308 toneladas), de São Paulo (3.808 toneladas), do Rio Grande do Sul (3.619 toneladas), da Bahia (2.817 toneladas) e de Minas Gerais (2.713 toneladas).

No Brasil, o Inpev registra até setembro deste ano o recolhimento de 34.714 toneladas de recipientes, uma quantidade 8% maior frente ao mesmo intervalo de tempo do ano passado, que foi de 32.033. (
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink