Aumenta o consumo de peixe, mas produtor perde

Agronegócio

Aumenta o consumo de peixe, mas produtor perde

Espírito Santo possui potencial para aumentar a produção de peixes
Por: -Joana
319 acessos
O consumo de peixe no mundo alcançou níveis históricos, conforme relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), que contabilizou em 2010, média de 17 quilos por pessoa. Esse aumento se deve basicamente à elevação da produção por aquicultura, que cresce a taxa anual próxima de 7%.

O Espírito Santo seguiu a tendência mundial e registrou aumento na procura por peixes. O que não é motivo de comemoração para produtores rurais. “O valor pago ao produtor não acompanha os custos de produção, que estão bastante elevados”, revela Neuzedino Assis, superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Espírito Santo (Senar/ES).

Segundo Neuzedino, o Estado possui potencial para aumentar a produção de peixes, mas o lucro atual com a piscicultura faz com que a atividade não seja atrativa para o produtor.
As informações são da assessoria de imprensa da Faes.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink