Aumento da área de soja nos EUA pressiona mercado interno

Agronegócio

Aumento da área de soja nos EUA pressiona mercado interno

Entre 28 de março e 4 de abril, o Indicador Esalq/BM&F (produto posto porto de Paranaguá) caiu 1,96%, fechando a R$ 46,00/sc de 60 kg na sexta-feira
Por: -Janice
226 acessos

As cotações internas da soja caíram fortemente na última semana após a divulgação do relatório do USDA. Segundo o departamento, haverá aumento da área a ser plantada com soja nos Estados Unidos, a partir de meados de abril. Devem ser cultivados 30,27 milhões de hectares naquele país, área 18% maior (o que corresponde a 13 milhões de toneladas a mais) em relação à safra anterior (2007/08). Entre 28 de março e 4 de abril, o Indicador Esalq/BM&F (produto posto porto de Paranaguá) caiu 1,96%, fechando a R$ 46,00/sc de 60 kg na sexta-feira (04-04). O Indicador Cepea/Esalq (estado do Paraná) também desvalorizou, 3,42% em sete dias, cotado a R$ 43,50/sc de 60kg. Quanto às negociações, o ritmo seguiu calmo, dada a forte volatilidade dos mercados interno e externo. Com os preços em queda, grande parte dos compradores se ausenta do mercado, à espera de valores ainda mais baixos. Produtores cumprem normalmente os contratos pré-fixados com a ajuda do avanço da colheita, e uma parcela deles prefere “segurar” o produto e especular. As informações são da assessoria de imprensa do Cepea.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink