Aurora rompe contrato com parceira belga Midsumer
CI
Agronegócio

Aurora rompe contrato com parceira belga Midsumer

A parceria não teria produzido os resultados esperados nos 24 meses de operação
Por:

A Cooperativa Central Oeste Catarinense (Aurora Alimentos), de Chapecó (SC), rescindiu o contrato com a Midsumer Belgium, de Bruxelas, na Bélgica, que a representava na Europa central, Leste europeu e Oriente Médio. A Aurora fechou parceria com a Midsumer em janeiro de 2005, mas a empresa não atingiu as metas projetadas, segundo o presidente da Aurora, Mário Lanznaster. A parceria não teria produzido os resultados esperados nos 24 meses de operação e "as duas empresas, de forma amigável, decidiram pela rescisão do contrato".

A Europa é o maior mercado da Aurora e importa principalmente aves. A cooperativa passará a vender seus produtos diretamente aos clientes europeus. Em 2005, conseguiu registrar a marca Aurora Products no continente europeu, para onde pretende exportar até 12 mil toneladas de carnes por mês.

Lanznaster, que acaba de assumir a presidência da Coopercentral, disse que a cooperativa está revendo as estratégias para atuação no exterior e pretende ampliar sua participação em todos os continentes. Em 2006, as exportações somaram R$ 332,5 milhões, queda de 23% em relação a 2005. A perda do mercado russo para a carne suína catarinense afetou os negócios e elevou a oferta no mercado interno. A gripe aviária na Ásia causou redução do consumo. A atual política cambial também influenciou o resultado.

Receita em queda

Com isso, as receitas da Aurora com exportações que, em 2005 representaram 24,62% das receitas totais, passaram a contribuir com 17,46% do faturamento em 2006. As vendas de carnes suínas somaram R$ 161,2 milhões e fecharam 2006 com queda de 33,17% em relação ao ano anterior. As vendas de carnes de aves foram de R$ 162,6 milhões, e apresentara redução de 7,41%. Suco concentrado e óleos essenciais venderam R$ 8,5 milhões, com crescimento de 2,47%.

A receita bruta total da Aurora em 2006 foi de R$ 1,9 bilhão, 8,58% superior à obtida no ano anterior. As vendas no mercado interno totalizaram R$ 1,57 bilhão, representaram 82,54% das receitas totais e com incremento de 18,89% no período. A maior contribuição foi das carnes suínas cujas vendas somaram R$ 1,12 bilhão 15,02% a mais do que em 2005, seguidas das carnes de aves com R$ 371,4 milhões e crescimento de 32,02%.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink