Austrália vê impulso na produção agrícola após El Niño
CI
Agronegócio

Austrália vê impulso na produção agrícola após El Niño

A produção de algodão australiana deve subir 50 por cento
Por:

A produção agrícola da Austrália deve se recuperar na próxima temporada, após o El Niño mais forte em quase 20 anos ter ressecado as safras do país, disse o principal centro de previsões para commodities da nação.

A produção de produtos básicos como trigo, algodão e leite deve subir durante a temporada de 2016/17, de acordo com o Centro Australiano de Agricultura, Recursos Econômicos e Ciências Rurais (Abares, na sigla em inglês), embora a produção de carne bovina no terceiro maior exportador deva cair devido à baixa oferta.

O aumento dos plantios e uma melhora esperada em condições sazonais devem produzir uma safra de 24,5 milhões de toneladas de trigo, o que pode ser uma máxima de três anos. A Austrália, quarta maior exportadora de trigo do mundo, produziu 24,2 milhões de toneladas em 2015/16.

A produção de algodão australiana deve subir 50 por cento, disse o órgão. A produção atingirá 816 mil toneladas em 2016/17, alta ante as 546 mil toneladas um ano antes, quando a seca privou os produtores da irrigação necessária.

No entanto, a produção de carne bovina australiana deve cair para uma mínima de três anos, com os produtores reconstruindo seus estoques após o tamanho do rebanho nacional ter caído para uma mínima de pelo menos duas décadas.

A Abares estimou as exportações de carne bovina do país em 2,16 milhões de toneladas em 2015/16, queda de 10 por cento ante o ano anterior.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.