Avança negociação de tratores para a África

Agronegócio

Avança negociação de tratores para a África

Apenas o Zimbábue poderia demandar 5 mil tratores até o ano de 2014
Por:
2310 acessos
Os países africanos de Gana e Zimbábue já oficializaram interesse e deverão ser os primeiros a se beneficiarem pelo acordo bilateral entre Brasil e África para exportação de máquinas e implementos agrícolas por meio do programa Mais Alimentos. Os ministérios de Agricultura dos dois países já indicaram que a maior demanda será por tratores, equipamentos de irrigação por aspersão e para a produção de leite. Somente para o Zimbábue, levantamento inicial aponta a demanda de 5 mil tratores até 2014. Outras 40 nações estão em tratativas com o governo brasileiro e a expectativa, segundo o coordenador nacional do Programa Mais Alimentos, Hercílio Matos, é que, no primeiro semestre de 2011, as operações sejam difundidas.

A projeção inicial é que cada país que aderir ao programa brasileiro terá entre 100 milhões e 150 milhões de dólares disponíveis para financiamento. Matos destaca que o Brasil está pleiteando junto ao BNDES que o prazo para os tomadores de empréstimo seja de 15 anos, com juros de 2% ao ano. No Brasil, o juro é o mesmo, mas o prazo de pagamento é de dez anos e três de carência. "Queremos ajudar esses países a construirem alternativas."
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink