Avanço do amarelão preocupa produtores de laranja paranaenses
CI
Agronegócio

Avanço do amarelão preocupa produtores de laranja paranaenses

A doença ataca os pés da fruta e compromete a produtividade
Por:

Produtores de laranja de Santa Fé, no noroeste do Paraná, estão preocupados com o avanço do amarelão, chamado em inglês de greening. A doença ataca os pés da fruta e compromete a produtividade.

A doença é transmitida por um inseto minúsculo, mas que vai longe. Já atacou plantações nos Estados Unidos e em São Paulo. No Paraná desembarcou há pouco tempo.

“Desde 2006 a gente constatou a presença da doença no Paraná”, contou o agrônomo Marco Ribeiro.

O amarelão pode ser identificado pela cor das folhas, que de verdes, de repente, tornam-se amareladas. O fruto também muda. Fica deformado. Mas é por dentro da laranja que se vê melhor a doença.

“A árvore atacada pela doença não consegue se formar adequadamente e ela, simplesmente, aborta. Só o greening faz isso em plantas cítricas”, completou o agrônomo.

O barulho da motosserra é o som mais ouvido nos pomares de Santa Fé. Por causa do greening a orientação para o produtor é cortar a árvore doente, evitando um prejuízo ainda maior.

Dos cem mil pés plantados no município, pelo menos 15 mil terão de ser cortados. Em muitos pomares a motosserra já passou. O corte é a solução porque evita que a doença se espalhe.

O agricultor Adriano Izepan já derrubou 1,2 mil laranjeiras na propriedade. “É um procedimento muito triste. Há oito anos que cuido da planta. Agora que ia começar a dar um retorno a gente tem que eliminar. Não é uma coisa muito boa”, definiu.

Além de cortar as árvores doentes, o produtor deve também fazer o controle do inseto transmissor.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.