Avicultura do RS dribla crise cambial

Agronegócio

Avicultura do RS dribla crise cambial

A indústria avícola gaúcha tem conseguido superar as constantes quedas na cotação do dólar
Por:
5 acessos

A indústria avícola gaúcha tem conseguido superar as constantes quedas na cotação do dólar. Exportando cerca de 70% da sua produção, o segmento lida com as possíveis perdas apostando no crescimento da demanda internacional e do consumo interno. De acordo com o presidente da Asgav, Luiz Fernando Ross, o aumento no preço da tonelagem no mercado externo é uma das formas encontradas. ""Obtivemos um acréscimo em torno de 5% em produtos como pata e filé de frango, que estão a 1,4 mil dólares/t"", exemplifica. Contudo, admite que seria importante o dólar voltar ao patamar de R$ 2,20. ""Esse valor é o ideal"", diz.

Hoje, a Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frango (Abef) apresenta análise das exportações neste ano. Com base num estudo do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (Icone), será mensurado o impacto da valorização do real e do aumento dos insumos sobre a rentabilidade e a competitividade do setor. Os dados serão revelados pelo presidente-executivo interino da Abef, Christian Lohbauer, que ainda comentará sobre a greve dos fiscais federais. Também estará em pauta o uso de cotas nas exportações para a União Européia, que passam a vigorar no dia 1º de julho.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink