Avicultura em MS apresenta queda no primeiro semestre
CI
Agronegócio

Avicultura em MS apresenta queda no primeiro semestre

O frango rendeu um valor quase 23% menor que em 2011
Por:
O aumento da produção na avicultura no Brasil e a baixa demanda no mercado interno e externo foram os fatores que provocaram queda no setor em Mato Grosso do Sul. De 61,2 mil toneladas vendidas no semestre do ano passado, foram embarcadas, de janeiro a junho de 2012, o total de 52,9 mil toneladas, o que representa uma diminuição de 13,7%. Em relação ao valor negociado, o frango rendeu, no período, US$ 119,7 milhões de dólares, um valor quase 23% menor que US$ 154,5 milhões de dólares no acumulado do primeiro semestre de 2011.


Para Adriana Mascarenhas, economista e assessora técnica da Federação de Agricultura e Pecuária (Famasul), a alta da oferta de frango no país fez com que o número de abates no Estado recuasse em 3,5%. De 72,4 milhões de aves abatidas no semestre passado, o número caiu para 69,9 milhões de animais. Mesmo com a queda nos abates, o peso médio dos animais subiu. Em 2011, o peso médio era de 2,32 kg/ave e hoje está em 2,47 kg/ave. “Isso indica aumento da produtividade no setor”, explica.


Outros fatores têm preocupado os avicultores no Estado. “Tivemos um aumento de 15,7% no custo de produção, ocasionado, principalmente pela alta dos valores do farelo de soja e milho, utilizados na ração dos animais”, aponta Adriana. Para a economista, a rentabilidade dos produtores no setor pode cair ainda mais em função do aumento na energia elétrica e do custo de mão de obra, que a partir de julho, tem um piso salarial.


As informações sobre produção, mercado e exportação da avicultura e de outros setores como bovinocultura, suinocultura, soja, milho, cana de açúcar e silvicultura estão disponíveis no Boletim Casa Rural.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink