Bahia Farm Show começa com anúncios de investimentos e crédito

Agronegócio

Bahia Farm Show começa com anúncios de investimentos e crédito

O evento acontece no momento em que a Bahia comemora mais uma safra recorde de grãos e o oeste baiano se firma como detentora dos maiores índices de produtividade de soja, milho e algodão do Brasil
Por: -Janice
1838 acessos
Um público grande e animado aglomerou-se na manhã de nesta terça-feira (31-05) na praça central do Complexo Bahia Farm Show para assistir à solenidade de abertura da sétima edição da feira, já consolidada como o maior evento de tecnologia agrícola e negócios do Norte/Nordeste. A presença do governador Jaques Wagner trouxe a reboque um pacote de financiamentos no valor de R$ 80 milhões para operações de crédito pelo novo programa Proagro Máquinas, por meio da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia). A Bahia Farm Show acontece em Luís Eduardo Magalhães, região oeste do estado, há 900km da capital Salvador. A feira é o maior evento de tecnologia agrícola e negócios do Norte e Nordeste e um dos mais importantes do País.


Na ocasião, o governador - que recebeu da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia um troféu de personalidade importante para o desenvolvimento do oeste baiano - assinou também a autorização para empréstimos no valor de R$ 27 milhões para a prefeitura da cidade e empreendimentos da região oeste.Esta foi a primeira vez que um governador foi eleito o homenageado da feira. A honraria é concedida desde a primeira edição do evento.

Ainda durante a abertura, o secretário do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, autorizou a ampliação de 120 dias para regularização ambiental beneficiando os produtores. O evento acontece no momento em que a Bahia comemora mais uma safra recorde de grãos e o oeste baiano se firma como detentora dos maiores índices de produtividade de soja, milho e algodão do Brasil.

“Hoje nós estamos pontuando com grande produtividade em várias áreas. Temos aqui 90% da produção de grãos, estamos começando na pecuária, na criação de frangos e precisamos agora verticalizar esta produção para a gente não ser só vendedor de commodities”, disse o governador.

Para Wagner, até 2014, a produção do oeste será escoada pelo Porto Sul, via ferrovia, barateando a logística. “Já temos cinco trechos da ferrovia sendo construídos. Quanto ao porto, nós chegamos a uma equação com o Ibama, e vai ser um equipamento de alto calado, facilitando a chegada e a saída de produtos. Eu não tenho dúvida de que isso vai representar um novo vetor de desenvolvimento para o oeste”.

Recuperação de estradas

O governador se mostrou receptivo a receber o projeto de criação de um fundo, feito pelo presidente da Associação dos Irrigantes, Walter Horita, para a recuperação das estradas da região por meio de Parceria Público-Privada. É razoável, de forma transparente e com o dinheiro aplicado corretamente, que a gente constitua fundos para que o governo, junto com os empresários, valorize o patrimônio de vocês”, afirmou Wagner.


Segundo Horita, para o oeste continuar crescendo e desenvolvendo, é preciso priorizar as estradas vicinais, como o Projeto Rodoagro, que já foi assinado. “Nós podemos avançar esta possibilidade de tecer uma rede de malha rodoviária no oeste da Bahia, através desta parceria entre o setor público e o setor privado. Estamos dispostos a contribuir com parte do nosso faturamento para criar um fundo com esta finalidade”.

Proagro Máquinas

A nova linha Proagro Máquinas visa ao financiamento de equipamentos agrícolas nacionais e importados, a juros de 7% ao ano. Podem ser financiados até R$ 5 milhões em cada operação para aquisição de tratores, implementos agrícolas, colheitadeiras, sistemas de irrigação, veículos utilitários com capacidade para 1,5 toneladas e até aviões agrícolas. Para atendimento aos produtores, a Desenbahia montou um estande na feira.

A medida beneficia tanto produtores como empresários. O gerente de vendas de uma empresa, Wanderely Truffa, disse que a cada ano os negócios aumentam durante a feira. Em 2011, a novidade da empresa, que comemora 20 anos, é uma colheitadeira de algodão, no valor superior a US$ 700 mil, já vendida na região. “Esta máquina foi totalmente desenvolvida aqui no oeste. É notável a evolução das vendas para o agronegócio”.

Na outra ponta do negócio está Geovani Ximenes, que foi adquirir quatro equipamentos para sua empresa, entre caminhão caçamba, moinho martelo para milho e balança. “No ano passado eu já havia comprado alguns para implantar a empresa, agora estamos ampliando. A feira é uma oportunidade de negociar, há vários fornecedores e é possível negociar descontos. Está valendo a pena investir aqui”.

Melhorias urbanas e agronegócio

A Desenbahia aprovou financiamento no valor de R$ 15 milhões à Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães. Os recursos serão investidos em infraestrutura urbana, com obras de pavimentação, drenagem e terraplenagem em 29 ruas, além da construção de pistas, ciclovias e passeios. Foi aprovado também o financiamento de R$ 130 mil para aquisição de duas ambulâncias.


Dos quatro financiamentos pré-aprovados para o agronegócio, um - no valor de R$ 1,7 milhão - é para a construção de silos metálicos do Grupo Horita, e outro, de R$ 3,4 milhões, destinado ao Grupo Mizote adquirir máquinas agrícolas. O terceiro, para a AgroSul Máquinas Ltda., no valor de R$ 3,2 milhões, e o quarto, para o produtor Ademar Marçal, da ordem de R$ 3,5 milhões.

Algodão se destaca na safra 2010/2011

Segundo informações do 3º Levantamento da Safra do Oeste da Bahia, o algodão despontou como o principal destaque da safra 2010/11. O resultado se deve ao aumento de 51% da área plantada em relação ao ano-safra anterior, ficando em 371 mil hectares. O fato surtiu efeito no salto da produção de 372 mil toneladas de pluma em 2009/10 para 600 mil toneladas nesta safra, o que representa variação positiva de 62%.

Quanto à soja, a produtividade da cultura totalizou 56 sacas por hectare, contra 51 sacas por hectare no ciclo anterior, registrando 10% de incremento. Essa estatística posiciona a Bahia à frente do Paraná e de Brasília, que ocupam o segundo lugar com 55 sacas/ha, e do Mato Grosso (53 sacas).

A área ocupada para produção de soja representou um milhão de hectares, equivalente ao aumento de 3% em comparação ao ano anterior. Os resultados atestam também o avanço na produção de 3,6 milhões de toneladas, superior à safra passada.

Já o milho alcançou a produtividade de 163 sacas por hectare, contra 145 sacas no ciclo anterior, com acréscimo de 12%. Na quarta-feira (1º de junho), das 9h às 12h, representantes da câmara setorial de grãos, em conjunto com a câmara setorial da cadeia produtiva do milho e sorgo no Brasil, estarão reunidos durante a Bahia Farm Show.

Negócios internacionais

Representante do grupo chinês China Gateway, que negocia commodities, Milton Ihi visitou a feira a partir das negociações iniciadas com a visita do governador Jaques Wagner à Ásia. “Um primeiro olhar impressiona. Chegando de avião a gente vê os campos infinitos de produção. A feira também demonstra o desenvolvimento do agronegócio na região. É uma oportunidade de falar com os produtores. Temos interesse em negociar uma série de produtos, todos commodities”.


O secretário da Agricultura, Eduardo Salles, lembrou que a China possui 1,3 bilhão de habitantes, 500 milhões na classe média. Para eles o alimento é estratégico, e o oeste da Bahia pode ser uma grande oportunidade. Segundo Salles, esta semana a Bahia receberá a visita de um grupo chinês que pretende investir R$ 4 bilhões na região oeste, inclusive em infraestrutura.

“Isso é muito importante porque o estado não consegue suprir, por si só, todas as necessidades da região oeste, que cresce em uma velocidade muito maior em relação ao que o estado tem a capacidade de investir”. (Com informações da Agecom)

As informações são da assessoria de imprensa do evento.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink