Baixa movimentação no mercado do boi gordo. Escalas não têm evoluído com facilidade

Agronegócio

Baixa movimentação no mercado do boi gordo. Escalas não têm evoluído com facilidade

Na maior parte das regiões pesquisadas, os frigoríficos continuam pressionando o mercado.
Por:
826 acessos

Apesar da oferta de animais terminados não estar abundante, na maior parte das regiões pesquisadas, os frigoríficos continuam pressionando o mercado, na tentativa de pagar menos pela arroba, uma vez que as margens de comercialização ainda permanecem em patamares historicamente baixos.

No entanto, existe resistência por parte dos pecuaristas em entregar nos preços menores. Assim, as escalas não têm evoluído com facilidade, a menos que as indústrias possuam boiadas próprias ou contratos a termo e parcerias.

Em resumo, em todo o país, a pressão de baixa não tem sido mais efetiva, está cada vez mais difícil alterar as referências para baixo.

O Equivalente Scot Dessossa, que aponta a receita dos frigoríficos que fazem desossa, indica margem de comercialização de 12,9% frente ao preço pago pelo boi, queda de 11,8 pontos percentuais desde o início do ano.

Esse índice está neste patamar, entre 10,0% e 13,0% há pelo menos três meses. A média histórica é de mais de 20,0%.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink