Baixa temperatura favorece pomares no RS

Agronegócio

Baixa temperatura favorece pomares no RS

A maçã necessita acima de 400 horas de temperaturas abaixo de 7,2 graus. O trabalho nos pomares se concentra na poda das plantas
Por:
292 acessos

Apesar de prejudicar algumas culturas, o frio rigoroso dos últimos dias traz boas perspectivas para os fruticultores. Em Encruzilhada do Sul, principal polo do setor na Serra do Sudeste, o tempo favorece o período de dormência dos pomares e parreirais. O técnico em agropecuária da Emater, Genésio Schäfer afirma que apenas temperaturas abaixo de 2 graus negativos poderiam provocar o abortamento das flores de pêssegos. No entanto, são poucas as plantações em floração.

Schäfer observa que o frio da semana passada contribui para as horas de temperaturas baixas necessárias nesta época do ano para a dormência das frutas. A maçã necessita acima de 400 horas de temperaturas abaixo de 7,2 graus. O trabalho nos pomares se concentra na poda das plantas.

O consultor técnico em agricultura e pecuária José Francisco Telöken aponta que o frio traz uma série de benefícios para o campo. Ele explica que as baixas temperaturas ajudam a controlar a incidência de pragas e fungos, além de matar inços nas lavouras, o que diminui a necessidade de tratamento nas plantações até a colheita. "Pelo menos 50% dos fungos e pragas são eliminados com o frio", garante.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink