Balança tem superávit de US$ 1,9 bilhão em junho

Agronegócio

Balança tem superávit de US$ 1,9 bilhão em junho

Segundo dados do MDIC, houve retração nas compras de adubos e fertilizantes (-80,5%)
Por:
253 acessos
A balança comercial acumula superávit de US$ 1,945 bilhão no mês de junho, até o dia 14, com exportações de US$ 6,042 bilhões (média diária de US$ 671,3 milhões) e importações de US$ 4,097 bilhões (média diária de US$ 455,2 milhões). De acordo com os dados divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), na segunda semana do mês (de 8 a 14), o saldo comercial foi positivo em US$ 737 milhões, resultado de exportações de US$ 2,508 bilhões menos importações de US$ 1,771 bilhão. Na primeira semana, a balança havia registrado superávit de US$ 1,208 bilhão.

Apesar do saldo positivo no mês, o desempenho das exportações no acumulado de junho está 24,2% inferior ao verificado no mesmo mês do ano passado, considerando a média diária das operações. Essa retração reflete a queda nas vendas externas em todas as categorias: manufaturados (-29,9%), semimanufaturados (-22,2%) e básicos (-16,1%). Mas em relação à média diária exportada em maio último, houve um crescimento de 12% na média acumulada em junho em função das maiores vendas de semimanufaturados (+13,6%), básicos (+12,9%) e
manufaturados (+11,9%).

As importações tiveram queda ainda maior, de 39,7% na média diária verificada até o dia 14 de junho em relação ao mesmo mês do ano passado. Segundo dados do MDIC, houve retração nas compras de adubos e fertilizantes (-80,5%), combustíveis e lubrificantes (-58,6%), produtos de borracha (-39%), químicos orgânicos e inorgânicos (-37,7%) e equipamentos mecânicos (-32,9%). Em relação a maio, a queda foi de 2,5% por conta das compras de adubos e fertilizantes (-33,2%), equipamentos mecânicos (-9,2%), combustíveis e lubrificantes (-8,4%), produtos farmacêuticos (-6,5%) e siderúrgicos (-4,2%).

No acumulado do ano, a balança registra superávit de US$ 11,317 bilhões, resultado 16,3% superior ao registrado no mesmo período de 2008 (US$ 9,728 bilhões). Apesar disso, os números mostram queda nas transações comerciais, reflexo da crise financeira internacional. As exportações somam US$ 61,526 bilhões no ano e as importações, US$ 50,209 bilhões, uma retração, pelo critério da média diária, de 22,4% e de 28%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2008.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink