Balanço mostra que #EmbrapaHortaliçasNãoParou na pandemia
CI
Imagem: Pixabay
PANDEMIA

Balanço mostra que #EmbrapaHortaliçasNãoParou na pandemia

A chegada da pandemia da Covid-19 obrigou a readequação do nível de atividades de todas as instituições à nova realidade
Por:

2020 será lembrado como o ano em que o conhecido teve de ceder lugar para o imponderável: a chegada da pandemia da Covid-19 obrigou a readequação do nível de atividades de todas as instituições à nova realidade. Nesse cenário adverso, a Embrapa Hortaliças (Brasília-DF) não apenas conseguiu manter-se à tona, como também descobriu rotas seguras de navegação.

Ao fazer um pequeno balanço desse ano atípico, o pesquisador e chefe-geral Warley Nascimento considera que a segurança na travessia teve como pano de fundo o planejamento prévio do funcionamento da instituição a partir da chegada da pandemia no Brasil. Segundo ele, em meados de março foi discutida uma programação que permitisse a continuidade dos trabalhos envolvendo a pesquisa, comunicação e transferência de tecnologia e ações de apoio às atividades administrativas, todas com a premissa da segurança dos trabalhadores.

“O arranjo feito com a instauração do teletrabalho e do revezamento dos empregados que desenvolvem atividades consideradas essenciais contribuiu para que a Unidade conseguisse manter o ritmo nos trabalhos nos laboratórios, campos experimentais e administração, considerados essenciais para o funcionamento de outras áreas”, discorre Nascimento.

Com relação à pesquisa de hortaliças, atividade-fim da instituição, ele comenta que muitos pesquisadores têm acompanhado seus experimentos in loco, já que anos de trabalho podem ser perdidos caso não haja os devidos cuidados, necessários ao desenvolvimento dos ensaios.

Ainda com relação às atividades de P&D, o pesquisador comemora a elaboração de oito propostas de projetos para submissão ao SEG (Sistema Embrapa de Gestão): foram seis propostas para melhoramento genético e duas para recursos genéticos. Além desses projetos, a Unidade firmou acordo com a Embrapa Agroindústria Tropical (Fortaleza-CE) para uma parceria com foco em pesquisas de melhoramento de melão.

Hortaliças on-line

Na opinião de Nascimento, a conexão no formato on-line, devido ao isolamento social imposto pela pandemia, reverberou positivamente na interação da Unidade com a sociedade - maior visibilidade, com números significativos de participação virtual nos cursos, lives e seminários, feiras e congressos oferecidos ao longo dos meses e prestigiados pelo público rural e urbano.

“Participamos de vários seminários e lives abordando diferentes áreas, como fitossanidade, produção orgânica, solos e nutrição de hortaliças, realizamos o 20º curso sobre produção de sementes, workshops de melhoramento genético, sem esquecer os destaques dados a nossas tecnologias na mídia, a exemplo da série Futuro da Alimentação, apresentada pelo canal CNN, que mostrou as hortas verticais, projeto desenvolvido em parceria com a empresa 100% Livre e que também foi objeto de matérias em diversas outras mídias”.

A comunicação interna on-line, principalmente utilizando o WhatsApp, com os colaboradores da Unidade também foi considerada como destaque pelo chefe-geral – mensagens motivacionais frente à pandemia, comunicações administrativas, etc. chegavam instantaneamente a um simples toque no celular para quase 100% dos colaboradores.

Para o chefe-geral, a hashtag “#Embrapa-Hortaliças-Não-Para”, que costuma preceder as mensagens que envia nas redes sociais, reflete exatamente a realidade. “A Unidade trabalhou muito, tanto internamente para dar continuidade aos projetos, às ações administrativas, às atividades de transferência de tecnologia e de comunicação, mas principalmente dentro desse novo modal, o on-line, utilizado por pesquisadores e analistas engajados na exposição dos resultados de seus trabalhos de pesquisa, e que levou a um maior conhecimento sobre a importância da Embrapa Hortaliças para a segurança alimentar dos brasileiros”.

Para o ano que se avizinha, a disposição continua. “Estamos preparando a Unidade para 2021, não só para a retomada normal dos trabalhos, mas também definindo metas e estratégias de enfrentamento a novos desafios, notadamente em relação ao orçamento da Unidade. Por isso, a busca por recursos externos foi priorizada nesses últimos meses, garantindo, assim, um recurso extra para as nossas atividades de pesquisa e desenvolvimento para o próximo ano”.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink