Bananicultores discutem riscos da importação
CI
Agronegócio

Bananicultores discutem riscos da importação

Entrada de bananas do Equador no mercado brasileiro preocupa
Por:

Bananicultores e associações representativas do segmento de todo o País se reuniram na semana passada no Palácio do Planalto com o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SPA/Mapa), Seneri Paludo, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, entre outros representantes do governo federal.

O encontro discutiu os danos que podem ser causados pela entrada de bananas do Equador no mercado brasileiro. Em março, a Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa aprovou a Instrução Normativa nº3 (IN 3), que estabelece os requisitos fitossanitários para a importação do produto. O próximo passo é a regulamentação da instrução, o que poderia fazer com que a banana estrangeira entrasse no País ainda neste ano.

Durante o encontro, Paludo ressaltou que o Ministério da Agricultura reforça o posicionamento do governo federal "de que, enquanto o País não tiver confiança fitossanitária e não tiver um mercado sadio para a importação de banana, não irá liberar a importação da fruta do Equador".

A colheita paranaense da fruta é cerca de 270 mil toneladas por ano em uma área de 11 mil hectares (ha), distribuídas por 2,7 mil pequenas propriedades. O Estado possui a oitava maior produção do País, que totaliza 7,2 milhões de toneladas de bananas colhidas por ano.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink