Bancada federal de Rondônia prestigia os 31 anos da Embrapa
CI
Agronegócio

Bancada federal de Rondônia prestigia os 31 anos da Embrapa

Por:

Os senadores Paulo Elifas (PMDB-RO) e Valdir Raupp (PMDB-RO) e os deputados federais Anselmo de Jesus Abreu (PT-RO) e Confúcio Moura (PMDB-RO) reconheceram as pesquisas desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Naturais do Estado, os senadores e deputados discursaram em Brasília sobre a evolução do agronegócio e a contribuição da Embrapa no contexto. Os discursos foram feitos durante as solenidades comemorativas ao aniversário da Empresa, no último dia 28.

De acordo com o pesquisador e chefe geral da Embrapa Rondônia (Porto Velho-RO), Newton de Lucena Costa, presente no evento, o reconhecimento revela a participação da Unidade da Embrapa do Estado na evolução de setores até então incipientes, possibilitada pelo desenvolvimento da pesquisa na Amazônia.

É o caso da soja, cultura típica de latitudes elevadas e que foi introduzida, a partir de melhoramentos, em regiões de baixa latitude. Hoje, a região cone sul de Rondônia detém uma das maiores produtividades do país, com mais de 3 mil quilos produzidos por hectare.

As cultivares BRS Aurora, BRS Pirarara e BRS Seleta e outras recém-lançadas, como a BRS Tianá, que apresenta produtividade superior às cultivares de ciclo tardio, chegando a mais de 60 sacas / hectare, todas desenvolvidas pela Embrapa, são algumas das tecnologias responsáveis pelo reconhecimento de Rondônia como um dos Estados promissores no plantio de grãos.

Durante as solenidades, a Comissão de Agricultura e Política Rural da Câmara dos Deputados também se reuniu na sede da Embrapa, em Brasília, e destacou o trabalho da instituição. Para o Diretor-Presidente, Clayton Campanhola, ”o Brasil tem soberania tecnológica na área da agricultura graças ao empenho dos nossos 2209 pesquisadores, dos quais 1257 são doutores e 902 têm mestrado”, enfatizou durante as solenidades.

Em Rondônia, a agropecuária encontra um desafio particular: conciliar sua expansão com a preservação do meio ambiente. Para Lucena, chefe da Embrapa Rondônia, a Empresa vem atuando diretamente sob esse parâmetro, desenvolvendo projetos e pesquisas com foco no desenvolvimento sustentável. É o caso dos sistemas agroflorestais, consórcio entre árvores e cultivares comerciais. “A técnica preserva o solo, através da manutenção da matéria orgânica, e possibilita uma renda extra para o produtor, como a venda de madeira ou de produtos originários da floresta”, explica o pesquisador.

As parcerias concretizadas pela Unidade da Embrapa no Estado com órgãos de pesquisa e desenvolvimento e com o Governo de Rondônia, viabilizando a linha de atuação da empresa, ainda mereceram destaque. O deputado federal Josias Gomes (PT-BA), da Comissão de Agricultura e Política Rural, disse que acompanha os trabalhos desenvolvidos pela Embrapa Rondônia e enfatizou a contribuição da Empresa para a evolução do agronegócio na Amazônia. Para conhecimento das tecnologias desenvolvidas pela Embrapa em Rondônia acesse www.cpafro.embrapa.br.

Mais informações: Área de Comunicação e Negócios (ACN): (69) 225-9387


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink