Banco de dados facilita informações sobre leguminosas para adubação verde

Agronegócio

Banco de dados facilita informações sobre leguminosas para adubação verde

Por:
2 acessos

A Embrapa Agrobiologia (Seropédica – RJ), Unidade da Embrapa Brasileira de Pesquisa Agropecúária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura , Pecuária e Abastecimento, criou um “Banco de Dados de Leguminosas para Adubo Verde”, que reúne informações sobre 45 espécies. Segundo a pesquisadora da Maria Cristina Prata Neves, que organizou o Banco de Dados, as informações podem auxiliar na decisão sobre qual espécie é mais indicada em diversas situações, considerando as diferentes condições naturais do Brasil.

“Para algumas espécies as informações são bastante completas, mas para outras ainda há grandes lacunas de conhecimento e necessidade de estudos que possibilitem seu aproveitamento como adubo verde”, complementa a pesquisadora.

O usuário que acessar o Banco de Dados de Leguminosas tem a sua disposição informações que vão desde o nome cientifico e nome vulgar até a quantificação da fixação biológica de nitrogênio proporcionada pela planta. Também é possível visualizar fotos das leguminosas, inclusive com detalhes da parte aérea.

Para facilitar o acesso, organização e manutenção dos dados, as informações estão organizadas em vários blocos (resumo; identificação; origem e distribuição geográfica; utilidades; características botânicas; problemas fitossanitários; exigências geográficas e recomendações técnicas de manejo).

Com uma grande variedade de informações, o Banco de Dados não impõe uma seqüência de consulta, ou seja, o usuário pode optar pela seleção da espécie de acordo com o seu interesse: pelos nomes comuns e científicos, porte (arbóreo/arbustivo/porte alto/herbáceo/sub-arbustivo) ou clima (equatorial/semi-árido/sub-tropical/tropical). O Banco está disponível no endereço www.cnpab.embrapa.br.

Leguminosas e a prática de adubação verde - Devido sua grande capacidade de fixação biológica de nitrogênio, as leguminosas são utilizadas na prática de adubação verde para a melhoria da fertilidade natural dos solos brasileiros. No entanto, o uso dos adubos verdes tem sido limitado devido a falta de informação sobre as espécies.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink