Banco do Brasil tem R$ 130 milhões para a safrinha

Agronegócio

Banco do Brasil tem R$ 130 milhões para a safrinha

As liberações ocorrem até o dia 30 de abril, segundo o gerente
Por:
1 acessos

O Banco do Brasil tem reservados para custeio da safrinha R$ 130 milhões, dos quais R$ 100 milhões em recursos controlados pelo governo, ou seja, com taxa de 8,75% ao ano, segundo o gerente de Agronegócios, Carlos Werner.

Os prazos para plantio dentro do zoneamento agrícola expiraram em 28 de fevereiro e 10 de março e o banco faz agora a fiscalização nas lavouras para avaliar se há condições de financiar as lavouras, considerando as perdas em função da estiagem. Há perspectiva de que o produtor possa ficar na dúvida em contrair novo financiamento. As liberações ocorrem até o dia 30 de abril, segundo o gerente.

Ele lembra que a instituição espera o fim da colheita da safra para avaliar caso a caso os pedidos de prorrogação em caso de custeio e também de investimento e FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste), já autorizados pelo Banco Central.

O Banco do Brasil participa com estande da Expogrande 2005, com abertura às 18 horas de hoje. A perspectiva é liberar créditos de R$ 150 milhões, somando FCO, CPR (Cédula do Produtor Rural) e recursos de outras fontes, como o BNDES.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink