Basf alia desenvolvimento sustentável na gestão dos negócios

Agronegócio

Basf alia desenvolvimento sustentável na gestão dos negócios

O investimento social da empresa tem foco na promoção do desenvolvimento comunitário
Por: -Giuliano
2 acessos

A combinação de sucesso econômico com proteção ambiental e responsabilidade social é um diferencial da Basf, que fez a prática dos princípios do desenvolvimento sustentável integrar a sua estratégia de negócios ao incorporar uma análise de sustentabilidade na gestão de suas atividades. “Temos uma missão social: valorizar a cidadania por meio do comprometimento com as comunidades interna e externa, investindo recursos e conhecimento para o desenvolvimento social, respeitando a cultura e a necessidade das comunidades e do meio ambiente”, afirma Rolf-Dieter Acker, presidente da Basf para a América do Sul.

O investimento social da empresa tem foco na promoção do desenvolvimento comunitário, tendo como estratégia básica a educação, nas áreas de saúde, meio ambiente, educação e cultura, priorizando as comunidades onde a Basf atua ou possua interesse. A responsabilidade social corporativa fortalece a propagação dos princípios e valores da companhia, contribui para a construção de relacionamentos sólidos com suas partes interessadas e ajuda a gerar novos negócios. Em 2006, a Basf destinou cerca de € 1,93 milhão (um milhão, novecentos e trinta mil euros) em projetos socioambientais beneficiando mais de 23 mil pessoas na América do Sul.

Negócios sustentáveis:

Entre 2004 e 2006, gerentes de departamento, diretores e vice-presidentes da Basf no Brasil passaram por treinamentos de implementação de uma metodologia que estimula o gerenciamento da sustentabilidade nos processos e nas estratégias dos diversos negócios da empresa. Trata-se da Matriz da Sustentabilidade. Em 2007 o grande desafio será iniciar o desenvolvimento da competência organizacional.

O trabalho foi concluído com o mapeamento das iniciativas sustentáveis em andamento na empresa. No total, são 216 ações incluindo processos corporativos e relacionados diretamente aos negócios. “A matriz mostra que a Basf é uma empresa geradora de riqueza, conceito mais amplo que apenas o de geração de lucro. Trabalhamos pela continuidade de nossa empresa, de nossos stakeholders e do meio ambiente onde operamos. O mapeamento é o marco zero da implementação de uma das diretrizes da estratégia 2015 da empresa: assegurar o desenvolvimento sustentável”, afirma Rui Goerck, presidente do Comitê de Sustentabilidade e vice-presidente da Basf para a América do Sul.

No Brasil, a Basf é a única indústria química a adotar a Matriz da Sustentabilidade, como uma metodologia de avaliação de suas estratégias e impactos. O trabalho teve o apoio das consultorias Atitude e Rever Consulting, em parceria com a AccountAbility, organização internacional que fornece padrões para uma contabilidade mais ética e transparente. “Para avaliar a estratégia, levantamos em conta tudo o que a empresa faz no aspecto social, ambiental ou de transparência e ética. Também analisamos riscos de operação, concorrência”, explica Luis Eduardo Iseppe, sócio da Rever.

O cruzamento das questões de negócio (como valor do negócio, receita e acesso ao mercado) com as de responsabilidade corporativa (como ética, valores e relacionamento com públicos estratégicos), permite a leitura dos pontos de concentração no mapeamento realizado com as diversas áreas.

Resultados:

A atuação responsável da Basf tem sido reconhecida pelo mercado e premiada. Um dos atributos que diferenciam a Basf no mercado é a inte­gração transparente e efetiva das práticas ambientais e sociais aos negócios. Reforça essa postura o comprometimento com os preceitos do Global Compact, do Instituto Ethos, da Fun­dação Abrinq, do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife), entre outros, e os reconhecimentos conquistados.

Pelo terceiro ano consecutivo no Brasil, a empresa figura entre as 10 em­presas-modelo do Guia Exame de Boa Cidadania Corporativa. A publicação analisou a relação entre prioridades estratégicas de 201 empresas, suas práticas de gestão e as questões relevantes de sustentabilidade. As empresas também responderam a um questionário, baseado nos Indicadores do Instituto Ethos, sobre valores e transparência, meio ambiente e relacionamento com os públicos (funcionários, consumidores, clientes, fornecedores, comunidade, sociedade e governo). A Basf obteve média 8,6 na avaliação dos indicadores, excetuando-se relacionamen­to com funcionários e fornecedores. Em conseqüência dessa constatação, um dos desafios para 2007 é melhorar ainda mais o diálogo com esses públicos.

A Basf também foi eleita a mais admirada do setor quími­co no Brasil, segundo pesquisa da revista CartaCapital e TNS InterScience Informação e Tecnologia com mais de 1.800 execu­tivos de 600 empresas, em 49 diferentes setores.

Segundo seus colaboradores, a empresa é uma das Melhores Empresas para Trabalhar, segundo o Guia Você S/A – Exame, uma das publicações mais respeitadas do País. Entre 500 empresas analisadas, a Basf despontou como uma das 150 melhores. Em todos os países da América do Sul o diálogo é incentivado. Tanto é assim que a organização também está entre as 10 melhores para trabalhar na região, de acordo com pesquisa do Instituto Great Place to Work, com 420 mil funcio­nários de 1.183 empresas de nove países. Sondagens realizadas por importantes publicações na Argentina, Venezuela, Uruguai, Colômbia e Peru também reconheceram a Basf.

A Basf tem longo histórico de investimento social privado que contempla as áreas de educação, meio ambiente, saúde, segurança, emprego, geração de renda, ética, capacitação profissional e diversidade. As informações são da assessoria de imprensa da Basf.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink