BASF apresenta em conferência global de imprensa projetos de inovação agrícola para os próximos anos

Agronegócio

BASF apresenta em conferência global de imprensa projetos de inovação agrícola para os próximos anos

As vendas da área de Proteção de Cultivos cresceram 75% nos últimos 10 anos
Por:
1097 acessos

As vendas da área de Proteção de Cultivos cresceram 75% nos últimos 10 anos; O pico de vendas de produtos lançados entre 2015 e 2025 deve alcançar €3 bilhões

A área agrícola da BASF realizou hoje sua conferência global de imprensa na cidade de Ludwigshafen, na Alemanha. Durante o evento, a empresa destacou suas inovações mais recentes para a proteção de cultivos, assim como sua estratégia de crescimento futuro e também discutiu as atuais transformações e os desafios da agricultura.

“Estamos em uma ótima posição para oferecer aos nossos clientes soluções que atendam suas demandas específicas. Nosso portfólio, nossos projetos em preparação e nossa agilidade em entender as necessidades dos agricultores nos colocaram em uma sólida posição competitiva”, afirmou Markus Heldt, presidente da divisão de Proteção de Cultivos da BASF.

Markus Heldt também destacou que o mercado de defensivos agrícolas está evoluindo e que a BASF busca oportunidades geradas pelos esforços atuais de cocriação para aumentar a oferta de serviços que agreguem valor ao produtor rural.

Apesar da atual volatilidade macroeconômica, o mercado agrícola continua a ser altamente atrativo. As tendências globais que demandam produção e qualidade de alimentos para crescer não mudaram. “O trabalho dos agricultores de alimentar uma população crescente, mais saudável e mais exigente não vai ficar mais fácil. A necessidade de novas tecnologias, como as nossas, continuará alta", disse Heldt. Para prestar serviços de alta qualidade aos agricultores e crescer neste mercado, a BASF continuará a fazer pesados investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), fortalecerá seus projetos de inovação em preparação e estabelecerá parcerias para acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias.

“Aumentaremos a nossa pegada global e, ao mesmo tempo, garantiremos a rentabilidade e o sucesso em longo prazo. Acreditamos que o foco no cliente e a agilidade, e não somente o tamanho, são fatores essenciais para o futuro crescimento do negócio porque as demandas dos agricultores mudam rapidamente" concluiu Heldt.

Os projetos de inovação em proteção de cultivos atualmente em preparação na BASF têm novos produtos potenciais para todas as indicações, que já se encontram em fase avançada. A empresa estima que o pico de venda de produtos de proteção de cultivos, lançados entre 2015 e 2025, será de €3 bilhões. Um exemplo é o fungicida mais recente da empresa, o Revysol®, que é uma inovação necessária e urgente criada para desempenhar um papel vital na gestão de doença e resistência a partir da temporada de 2018/19. Em registro atualmente pelas autoridades europeias, esse composto mostrou um desempenho biológico excelente em relação a diversos patógenos, além de um perfil regulatório favorável.

“Nosso negócio de proteção de cultivos tem apresentado um ótimo desempenho, contribuindo bastante com as receitas da BASF. Na última década, as vendas da divisão cresceram de € 3,3 bilhões para € 5,8 bilhões, um aumento de 75%. Este desempenho excepcional mostra que cumprimos com nossas promessas”, disse Harald Schwager, membro da Diretoria Executiva da BASF SE.

O aumento nas vendas foi equilibrado entre as regiões geográficas e as indicações de produto. A margem EBITDA média da divisão de 25% nesse mesmo período é um indicador de desempenho líder no setor agroquímico. “Isso confirma a importância da divisão de Proteção de Cultivos e suas contribuições para o Grupo BASF”, disse Schwager.

A empresa trabalha continuamente para complementar suas ofertas tradicionais de proteção de cultivos, disponibilizando também novas tecnologias para os agricultores como parte de sua estratégia digital para o agronegócio. Em agosto de 2016, a BASF lançou, na América Latina, o programa AgroStart, em parceria com a premiada aceleradora de startups ACE, que irá desenvolver e promover startups focadas em soluções para o agronegócio.

Outro importante foco da estratégia de crescimento da BASF é o desenvolvimento de soluções derivadas da combinação da expertise química e biológica. A empresa é uma das poucas no mercado agrícola a oferecer um produto de tratamento de semente com uma mistura de compostos biológicos e químicos. O investimento em soluções biológicas, que são organismos que ocorrem naturalmente ou extratos de planta, irá gerar diversos benefícios para os agricultores, inclusive a disponibilização de mais modos de atuação, que podem levar a melhor gestão da resistência. A recente abertura do novo centro de P&D para soluções biológicas e de semente na sede da divisão em Limburgerhof irá acelerar ainda mais o desenvolvimento de novos produtos nessas áreas.

Para o restante de 2016, a BASF prevê que o mercado agrícola permanecerá volátil e o ambiente comercial continuará desafiador. Com base nos avanços atuais, a meta financeira para a divisão de Proteção de Cultivos em 2016 é alcançar o mesmo nível de rentabilidade que obteve em 2015. “Nossa força de venda estará mais próxima de nossos clientes. Intensificaremos nossos esforços de venda, com o apoio do lançamento de novos produtos e formulações” disse Schwager. “As mudanças levam a novas oportunidades de crescimento e diferenciação do negócio. Podemos olhar para o passado e ver com orgulho o legado de 100 anos da BASF levando ao mercado soluções inovadoras para os agricultores. Ainda mais importante é olhar para frente e ser parte de uma equipe líder no setor, que ajuda a moldar e melhorar o futuro da agricultura moderna", concluiu Schwager.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink