BASF apresenta em congresso soluções para manejo e controle de plantas
CI
Agronegócio

BASF apresenta em congresso soluções para manejo e controle de plantas

A BASF apresenta o Cultivance®, sistema de produção para a soja geneticamente modificada
Por: -Janice
A BASF apresenta o Cultivance®, sistema de produção para a soja geneticamente modificada com tecnologia totalmente brasileira desenvolvida em parceria com a Embrapa. Kixor® um novo herbicida BASF para manejo de plantas daninhas de folhas larga de difícil controle também será atração do congresso

O manejo de plantas daninhas atrelado a tecnologias inovadoras é o foco da participação da Divisão de Proteção de Cultivos da BASF no XXVII Congresso Brasileiro de Ciência das Plantas Daninhas. Em plenária, a BASF vai apresentar o primeiro sistema para a soja geneticamente modificada desenvolvido no Brasil. “Este novo sistema de Produção denominado Cultivance®, combina variedades de soja geneticamente modificada tolerante a herbicida da BASF, que foi especialmente desenvolvido para o sistema. O produto final é resultado de uma parceria entre a BASF e a Embrapa. “O Cultivance® é o primeiro cultivo geneticamente modificado, desenvolvido no Brasil desde o laboratório até a comercialização. A tecnologia Cultivance® oferecerá aos agricultores um novo sistema de controle capaz de gerenciar, de maneira eficaz, um grande número de plantas daninhas importantes e representativas do mercado brasileiro.”, explica o gerente do Projeto Cultivance® - Biotecnologia, Edilson Cotelo. Durante o Congresso, será realizada uma apresentação geral do Cultivance® e uma atualização das etapas em que se encontra o projeto para a obtenção do registro e liberação comercial.

Além do Sistema Cultivance®, a BASF apresentará aos participantes do evento o herbicida Kixor® que poderá ser usado contra plantas daninhas de folha larga de difícil controle, incluindo aquelas que desenvolveram tolerância ao herbicida glifosato, o que ajudará os agricultores a aumentar sua produtividade. Na América do Norte e América Latina mais de 25% das áreas cultiváveis adotam o sistema de cultivo mínimo contribuindo para a conservação do solo, comenta o gerente de Gerente de Desenvolvimento Técnico de Mercado Brasil, Sérgio Zambon.

Ainda segundo Zambon, o Congresso será uma oportunidade de aproximação da empresa com cientistas, influenciadores e produtores: “É importante ressaltar que não é possível controlar plantas daninhas somente com um método, pois há necessidade de manejo envolvendo as diferentes metodologias. Entre elas, a rotação de culturas, rotação de herbicidas com diferentes modos de ação, capinas manuais, controle biológico”, etc. finaliza o gerente. Em seu estande e no Dia de Campo, a BASF apresentará o Kixor®, um herbicida que depois de absorvido, interfere na fotossíntese.

O XXVII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas será realizado este ano de 19 a 23 de julho em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Sob o tema Responsabilidade Social e Ambiental no Manejo de Plantas Daninhas, o Congresso reúne pesquisadores, produtores e profissionais da área para discutir o tema e trocar informações. Os temas discutidos no evento são disseminados para todo o País.

Serviço
XXVII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas
Local: Centro de Convenções de Ribeirão Preto
Rua Bernardino de Campos, 999 - Ribeirão Preto (SP – Brasil)
Período: De 19 a 23 de julho
Horário: 8h às 18h
Site: http://www.27cbcpd.org.br
As informações são de assessoria de imprensa.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.