BASF mostrará suas soluções aos produtores na Tecnoshow Comigo

Agronegócio

BASF mostrará suas soluções aos produtores na Tecnoshow Comigo

Com o Sistema AgCelence® Soja Produtividade Top é possível ter um aumento de até 5% de produtividade
Por:
1516 acessos
Com o Sistema AgCelence® Soja Produtividade Top é possível ter um aumento de até 5% de produtividade

A BASF, uma das empresas líderes em soluções agrícolas, estará presente na 11ª TECNOSHOW COMIGO, que acontecerá entre os dias 9 a 13 de abril, no Centro Tecnológico COMIGO (CTC), na cidade de Rio Verde (GO). A feira é o principal evento do calendário na região do Centro-Oeste brasileiro e atrai mais de 70 mil visitantes durante os cinco dias de sua realização.

A região de Rio Verde é responsável pela produção de 1,2 milhões de toneladas de grãos por ano, configurando-se como o maior produtor de do Estado de Goiás, e correspondendo a 1,2% da produção nacional. Sua área plantada ultrapassa os 378 mil hectares, segundo estudo feito pela Secretaria Municipal da Agricultura de Rio Verde. A expectativa do evento este ano é superar o total de R$ 500 milhões de negócios realizados em sua última edição, 2011.

Soluções BASF

A BASF apresentará para os produtores da região o fungicida Abacus® HC para a cultura de milho e também o Sistema AgCelence® Soja Produtividade Top. O fungicida Abacus® HC é uma nova ferramenta disponível para os agricultores no controle do complexo de doenças, principalmente no controle da ferrugem (Puccinia sorghi e Puccinia polysora) e de phaeosphaeria (phaeosphaera-maydis).

Já o Sistema AgCelence® Soja Produtividade Top apresenta características únicas para o manejo da cultura de soja. Além do controle fitossanitário, o programa de manejo com os produtos Standak® Top, Comet® e Opera® proporciona melhor relação de transformação da água, luz e nutrientes em energia e grãos. Os estudos realizados no campo foram altamente conclusivos. Se todos os procedimentos forem seguidos corretamente, pode haver um aumento de até 5% na produtividade. Algo em torno de três sacas a mais por hectare.

“O modelo proposto pela BASF é o único que combina práticas desde a semeadura até a colheita” explica o gerente Regional de Vendas Rio Verde, Júlio Lourenço. Já na fase intermediária as plantas estão mais verdes e com mais folhas e galhos. Na terceira etapa há um alto nível de sanidade, permitindo a manutenção da área foliar da planta, mais vagens e como conseqüência o aumento da produtividade.

Esta é a terceira safra de comercialização do Sistema AgCelence® Soja Produtividade Top com resultados significativos no aumento da produtividade. “É isso que consideramos como sustentabilidade para o agricultor, um modelo de manejo que ajuda a assegurar controle fitossanitário, produtividade e qualidade dos produtos agrícolas proporcionando, naturalmente, maior rentabilidade para o negócio” finaliza Lourenço.

Digilab 2.0

O Digilab é um serviço portátil de assistência técnica e diagnóstico de doenças, pragas e plantas daninhas, que permite a rápida identificação de sintomas iniciais em diferentes tipos de lavouras. Uma forma de auxiliar o produtor a escolher de maneira mais rápida o procedimento adequado de prevenção ou combate. O serviço é composto por um microscópio digital, capaz de aumentar a imagem em até 200 vezes e um software, no qual um banco de dados e imagens das doenças de maior impacto nos principais cultivos agrícolas está disponível. Desta forma, os usuários podem compartilhar imagens e esclarecer dúvidas, bem como receber diagnósticos de profissionais habilitados em um formato exclusivo de assistência técnica virtual.

“A versão 2.0 do Digilab que será demonstrada durante o evento é uma evolução da anterior, já que oferece ainda mais agilidade e assertividade no diagnóstico de alvos no campo, por meio de um sistema de navegação mais intuitivo, de fácil manuseio e que permite a troca completa de informações” comenta o gerente da Unidade de Negócios Cereais Centro Norte, César Silos de Souza. Seu software é compatível com quase todos os sistemas operacionais e as informações são mais personalizadas, atendendo às necessidades específicas de cada usuário.

Outra novidade é a presença de GPS acoplado ao hardware do equipamento, que possibilitará o georreferenciamento de uma determinada praga ou doença. Esse tipo de informação, posteriormente, vai gerar um mapa completo de ocorrências.

“Além disso, será apresentada uma versão mobile do Digilab 2.0, que possibilitará aos usuários fotografarem pragas, doenças e plantas daninhas por meio de um aparelho de telefonia celular, obtendo respostas automáticas de possíveis diagnósticos da propriedade” finaliza Silos. Em breve este serviço estará disponível aos usuários de smartphones.

Estrutura do evento
A TECNOSHOW COMIGO será realizada em uma área de 60 hectares, onde estarão abrigados expositores de diversos segmentos como máquinas e equipamentos agropecuários, insumos (sementes, defensivos etc.), áreas experimentais, instituições financeiras, de pesquisa e ensino, animais de diferentes raças e espécies, veículos, entre outros.

Serviço

11ª Tecnoshow COMIGO
Período: de 9 a 13 de abril de 2012
Local: Centro Tecnológico COMIGO (CTC)
Endereço: Anel Viário Paulo Campos, s/n, Km 07 Zona Rural de Rio Verde
Mais informações: http://www.tecnoshowcomigo.com.br/

Restrição no Estado do Paraná:

- O Produto Abacus® HC está temporariamente restrito para os alvos Ramularia areola na cultura do algodão, Pseudocercospora personata na cultura do amendoim, Puccinia sorghi na cultura do milho e para Septoria tritici na cultura do trigo não podendo ser vendido ou receitado.
- O Produto Opera está temporariamente restrito para os alvos Puccinia polysora na cultura do milho, Colletotrichum truncatum e Rhizoctonia solani na cultura da soja, Pyricularia grisea e Septoria tritici na cultura do trigo não podendo ser vendido ou receitado.
- O Produto Comet está temporariamente restrito para os alvos Ceratocystis paradoxana cultura da cana-de-açúcar, Peronospora destructor na cultura da cebola, Elsinoe australis na cultura de citrus, Septoria tritici na cultura do trigo e para a cultura da manga, não podendo ser vendido ou receitado.
Os produtos Abacus HC, Standak Top, Comet e Opera estão devidamente registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sob os nº 9210, 01209, 8801 e 8601, respectivamente.
- Aplique somente as doses solicitadas. Descarte corretamente as embalagens e restos de produtos. Incluir outros métodos de controle de doenças/pragas/plantas infestantes (ex: controle cultural, biológico, etc) dentro do programa do Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados. Para maiores informações referente às recomendações de uso do produto e ao descarte correto de embalagens, leia atentamente o rótulo, a bula e o receituário agronômico do produto.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink